Montpellier, capital da França dos 40 destinos turísticos!

Montpellier, sede do Rendez vous en France 2016

Montpellier, sede do Rendez vous en France 2016

No próximo dia 5 de Abril, 740 expositores franceses e 900 profissionais e jornalistas de turismo vindo de 70 países, incluindo 38 brasileiros, vão se encontrar em Montpellier para participar da 11a edição do Salão Rendez-vous en France. 56791583961092591037010415rendezvousfrance0223Maior encontro turístico da França, ultimamente organizado pela Atout France em Toulouse, Clermont-Ferrand e Paris, o “Rendez vous” tem, desde as suas origens, dois objetivos principais: atualizar os contatos entre os grandes atores do turismo francês, e mostrar a diversidade da oferta das regiões francesas – mais especialmente os 80% do território nacional que recebem menos de 20% dos visitantes.

Galeria das Batalhas em Versalhes

Galeria das Batalhas em Versalhes, Rendez vous en France 2002

A vontade de promover destinos novos sempre caracterizou os eventos organizados pelo turismo francês. Nos anos 80, já com o apoio da Air France, a “Bienvenue France” colocava frente a frente, nos salões do Concorde Lafayette, operadores internacionais, hotéis parisienses e agentes receptivos. Eram então privilegiadas as excursões em ônibus circulando pela França inteira ou pela Europa, com os circuitos de Paris Vision, Cityrama ou Transocean. RVEF 2015A partir de 94, a vontade de mostrar a riqueza turística das regiões levou a criação de salões especializados. A então “Maison de la France” desenvolveu, ao lado do “Rendez vous en France”, o “Grand Sud” – reunindo Aquitânia, Midi Pyrénées, Languedoc, Provence e Córsega, o “Cap à l’Ouest” – juntando Britânia, Vale do Loire, Poitou e Normandia, e as “Routes du goût Grand Est” – contando com Borgonha, Champagne, Lorena, e Alsácia. Virou um evento excepcional – chegando em 2002 a encher  até o Palácio de Versalhes -, mas o seu gigantismo e seus dez dias de duração obrigaram então a pensar num outro esquema. Surgiu a ideia de um salão itinerante – inspirado do Pow How americano -, que vigorou a partir de 2006, alternando Paris e cidades candidatas de outras regiões francesas, mas sempre combinando encontros profissionais e roteiros de descobertas.

A praça do Capitole, em Toulouse Pyrénées

O Capitole, em Toulouse Pyrénées, Rendez vous en France 2013

Se o Rendez vous en France sempre foi uma grande ocasião de promover as regiões francesas, o encontro de Montpellier vai ter um destaque especial. Em primeiro lugar porque as regiões vão aparecer pela primeira vez com os novos agrupamentos definidos em janeiro desse ano, seja 17 regiões em vez de 26, sendo agora reunidas as duas Normandia, o Norte e a Picardia, a Alsácia, a Lorena e a Champagne, Midi Pyrénées e o Languedoc, a Auvergne e Rhône Alpes, e a Borgonha (ex ducado) com o seu antigo “franco condado”.  635-rdvefO encontro será também a ocasião de testar, junto aos profissionais convidados, o apelo das novas marcas mundiais que a Franca quer agora promover, marcas tradicionais como Provence, Bordeaux ou Champagne, mas também marcas mais recentes como Alpes-Mont-Blanc, Biarritz-Pays-Basque, Toulouse-Pyrénées ou Languedoc-Méditerranée. Um total de 40 destinos empolgados a oferecer o melhor atendimento aos visitantes vindo do mundo inteiro, e mais especialmente do Brasil!

Jean-Philippe Pérol

 

O Puy de Dome, inesquecível cenario do Rendez vous en France 2014

O Puy de Dome, inesquecível cenario do Rendez vous en France 2014

 

A Auvergne (e a Costa Verde) nos “dez mais 2016” da Lonely Planet!

 

O Puy de Dome e o Parque natural dos vulcões da Auvergne

O Puy de Dome e o Parque natural dos vulcões da Auvergne

Para os amantes da França, a publicação pela famosa editora estadounidense Lonely Planet dos dez destinos imperdíveis em 2016 foi uma boa surpresa. Lonely PlanetMesmo se as regiões escolhidas não foram nem um pouco tradicionais, foi sem duvidas uma façanha para Auvergne de ser a única francesa selecionada. Para o best-of 2016 da Lonely Planet, divulgado no dia 29 outubro, essas  “dez mais”  foram as seguintes: 1. Transilvânia, Roménia; 2. Islândia Ocidental; 3. Vale de Viñales, Cuba: 4. Regiões vinícolas de Friuli, Itália; 5. Ilha Waiheke, Nova Zelândia; 6. Auvergne, França; 7. Havaí; 8. Baviera, Alemanha; 9. Costa Verde, Brasil; 10. Santa Helena, territórios britânicos.

Os motivos da escolha da Auvergne pelos especialistas da editora são foram também divulgados. Eles gostaram das paisagens “dramaticamente vulcânicas” e dos espaços livres de turistas. Acharam a gastronomia local a altura da fama dos seus pratos típicos (buchada/tripoux, cozido/potée, purê de batata/alligot ou patê de batata),  mas também surpreendente  pela uma culinária criativo. Queijos da AuvergneUma criatividade que encontraram também na cultura “auvergnate”, já que Auvergne tem se reinventado com uma série de projetos artísticos ambiciosos, e um portfólio maior de aventuras na natureza, isso sem perder, segundo eles, o seu charme rural. Adoraram os vulcões, os queijos (Cantal, Saint Nectaire, Bleu, Fourme d’Ambert, Salers) bem como os parques, os vilarejos e os festivais de Aurillac, Clermont-Ferrand ou Puy-en-Velay. A simpatia e o humor dos “auvergnats” – os moradores da região que são, na França, comparados aos mineiros no Brasil- foram também destacados como grandes atrativos da região.

O “best-of 2016” sera, sem duvidas, muito bem recebidos no Brasil já que a Costa Verde, de Guaratiba até Trindade, ficou em nona posição na lista. Pensando nos milhares de turistas esperados para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, a editora foi seduzida pela proximidade da metrópole carioca, Laranjeiraso litoral ainda praticamente intocado, os morros cobertos de florestas cor de esmeralda, as numerosas ilhas tranquilas e as praias quase desertas. A Costa Verde, e mais especificamente a Ilha Grande, é destacada como um paraíso do ecoturismo e do turismo de aventura para os amantes da natureza e da adrenalina, com trilhas nos montes cobertos de mata fechada, passeios de caiaque entre fiordes tropicais desertos, ou mergulhos com peixes coloridos.

O Puy en Velay

Muito esperadas desde que foram lançadas há onze anos, as seleções da Lonely Planet misturam critérios ligados a projetos turísticos e a meio ambiente, AUZANCES BRASILcom um foque importante na atualidade (Cuba da abertura, Bavária dos 500 anos da cerveja, Havai dos 75 anos de Pearl Harbour ou Santa Helena do bicentenário do Napoleão)  Vindo depois de varias premiações francesas – quinta mais bela região segundo o canal de televisão M6, segunda mais dinâmica na Facebook e segundo lugar da catedral de Puy-en-Velay como monumento preferido dos franceses-, a menção honrosa dada a Auvergne será um grande incentivo para se preparar a receber mais turistas do mundo inteiro e especialmente do Brasil.

Outono na Auvergne

As cores do outono nas florestas da Auvergne

 

A Auvergne na onda do moto-turismo!

Cresce pelo mundo a onda do moto-turismo, e no Brasil cada vez mais viagens de moto são propostas pelos especialistas ou pelas grandes operadoras. Na França, a região  Auvergne, lembrou o mês passado a atenção especial que dava desde 2008 a esses turistas bem peculiares, renovando tanto seus itinerários que sua promoção. VOXAN 1000 street scrambleCom uma longa tradição industrial no setor – dos sucessos dos pneus da Michelin até a efémera aventura das Voxan e dos seus impressionantes designs – , com estradas de muitas curvas atravessando  vulcões, rios, lagos ou pequenos vilarejos, com um circuito de reputação internacional em Charade, a região foi, desde 2008, pioneira em adaptar o seu turismo ao prazer dos motoqueiros

Castelo de Rocher

A região tem um site exclusivo para o moto-turismo. Oferecendo itinerários com “road books” de cortesia, auvergne-moto.fr  ajuda também a definir as etapas mais interessantes, a escolher os hotéis    disponíveis  para os moto-turistas e  suas motos, e  a fazer as reservas.Pagina Facebook da Auvergne Moto Respeitando as exigências especificas dos motoqueiros, os hotéis selecionados devem dispor de facilidades como estacionamento seguro ou material de manutenção. O site apresenta muitas informações praticas, mapas (incluindo atualização de GPS), endereços de concessionários, contatos nas federações ou associações, previsões meteorológicas. E se só exista por enquanto em francês, inglês e alemão, a pressão vai ser forte para pedir uma versão em português!

Panorama do Puy de Dôme. Photo: Sentucq

Para melhorar a promoção do seu moto-turismo, a Auvergne realizou o clipe “L’Auvergne à moto” que mostra dois casais e uma mulher descubrindo a região com suas três motos durante um final de semana. Eles passeiam nas lindas estradas do passe da Croix Morand, seguindo o famoso “Pas de Peyrol” e terminando nos desfiladeiros do Rio Allier. SAUDADES DO PUY DE DÔMEEm parceria com Volcom media, criadores dos road-books, com o apoio das lojas Dafy Motos e do magazine especializado Moto Journal, o clipe jà atingiu um milhão de fãs, e ainda pode ser vista nas paginas  Facebook de “Auvergne à moto”. Outros vinte itinerários, alguns deles incluindo o lendário “Puy de Dôme”, o vulcão sagrado dos gauleses, são ilustrados com fotos. Pioneira na Franca do moto-turismo, a Auvergne espera assim continuar a atrair viajantes a procura de espaços, de autenticidade e de liberdade.

Jean-Philippe Pérol

DSCN4101

Cesta de pique nique num campo perto de Auzances (Creuse)

Rendez vous na Auvergne!

O Puy de Dome, desde os gauleses o rei dos vulcões da Auvergne.

O Puy de Dome, desde os gauleses o rei dos vulcões da Auvergne.

O grande encontro 2014 do turismo francês vai acontecer do dia 1 até o dia 3 de Abril em Clermont Ferrand, capital da Auvergne. Para os 1500 participantes, incluindo os brasileiros, será mais um Rendez-vous en France, numa cidade cuja notoriedade no mundo se deve primeiro por ser a sede da Michelin.nouveaut-s-l-aventure-michelin_1119112 Durante três dias os 600 expositores vindos de 26 regiões francesas, e os 900 convidados vindos de 30 países vão trocar informações, tentar convencer da qualidade e da originalidade dos seus produtos ou dos seus serviços, e fechar negócios antes da grande noite de encerramento.

Para os hosts auvergnats, esse encontro vai ser muito especial, sendo a primeiro vez que a região deles conseguiu se candidatar e ganhar um evento de tal importância. Um evento tão grande que todos os profissionais pensava ser exclusivo das grandes capitais do turismo francês, as cidades que fazem o nosso turismo, Paris, Nice, Marseille, Toulouse,  ou Bordeaux.Clermont-Ferrand Mas não foi por acaso que Clermont Ferrand entrou nesse grupo fechado. Nessa região de personalidade forte, de paisagens carregados de historia, de gado vermelho ou branco pastando na sombra dos vulcões, de igrejas de granito cinza e de rios de agua negra, já tinha razões de sobra para mexer com as emoções: a força do Puy de Dôme de onde pulam asas delta e paraquedas para aproveitar  paisagens deslumbrantes, a sedução do vilarejo fortificado de Charroux – um dos mais bonito da França, o saudoso charme da Opera Art Nouveau de Vichy, ou a atraente rusticidade das ‘fromageries’ de Saint Nectaire.Charroux_JDA9910 Nos últimos anos,   novos destaques turísticos começaram a atrair viajantes em busca de  mais sensações e de experiências diferentes: Vulcania, parque temático sobre a vulcanologia que faz lembrar que os vulcões da região ainda não são extintos; os SPA das estaçoes termais renovadas em Vichy ; e em Clermont-Ferrand, o Museu da Aventura Michelin onde não esqueceram de lembrar que a aventura da empresa começou com ‘ a borracha, o ouro verde do Brasil’.stnectaire-2

Para mim, auvergnat também, esse Rendez vous em France vai ser mais especial ainda. Serà uma ocasião única de mostrar a amigos e colegas brasileiros um destino bem diferente dos clichês parisienses.DSCN2322 A ocasião de brindar com um ‘Rouge limé’ (vinho tinto misturado com soda limonada) ou com um vinho de Saint Pourcain, de experimentar um queijo Cantal ou um Saint Nectaire,  de comer um ‘paté de pommes de terre’ (torta de batatas cozidas no forno com creme de leite). Ou melhor ainda, de esperar os convidados bater na porta da nossa casa de 1582, colada na igreja do vilarejo de Auzances, e de dividir umas caipirinhas com fatias de salami enquanto toca o sino da igreja…

Para esse Rendez vous em France, 42 operadores brasileiros (uma das cinco maiores delegações desse evento) estão sendo convidados pela Air France e a Atout France, e acho que todos voltarão convencidos que a França ainda tem muito que oferecer aos viajantes brasileiros, nas suas 26regiões e mais ainda na Auvergne!

Jean-Philippe Pérol

DSCN4178