A França com menos turistas, mas uma liderança confirmada e muitos eventos pela frente!

Biarritz, o Vieux Port e a Pedra da Virgem

Biarritz, o Vieux Port e a Pedra da Virgem

Em visita oficial em Biarritz, no Pais Basco, o Ministro francês das Relações Internacionais e do Turismo divulgou os primeiros resultados do turismo para 2016. Confirmou a queda que os profissionais e a imprensa tinham antecipados tanto na França que nos grandes mercados emissores, inclusive no Brasil. Os números ainda não são definitivos, mas a estimativa é de 82,5 a 83 milhões de turistas estrangeiros, seja uma baixa de 2,3% a 2,9% sobre os resultados de 2015. O ministro confirmou que os trágicos atentados sofridos em Paris e em Nice foram os principais motivos dessa evolução, e que as greves do segundo trimestre e as chuvas do verão tiveram também um impacto negativo.
Na Riviera francesa, muitas esperanças para um grande ano turístico 2017

Na Riviera francesa, muitas esperanças para um grande ano turístico 2017

 Mas mesmo com a queda, o turismo francês tem boas razões para confiar no futuro. França  deverá guardar em 2016 a sua posição de primeiro e preferido destino dos turistas internacionais, na frente dos Estados Unidos, da Espanha e da China. Uma forte tendência de alta apareceu nos últimos meses do ano passado – os pernoites chegando a superar o nível recorde de 2014- e está se confirmando no inicio de 2017, especialmente nos mercados mais atingidos em 2016:  Russia, Japão, Brasil. Os brasileiros estão voltando mesmo em Paris, com 26,5% de alta das chegadas em Janeiro e uma expectativa de mais de 40% para os próximos meses.
A Torre Eiffel, garota propaganda de Paris para 2024

A Torre Eiffel, garota propaganda de Paris para 2024

As boas perspectivas ajudaram a reafirmar o objetivo de 100 milhões de turistas que a França definiu para 2020, aproveitando os seus importantes investimentos tanto para melhorar a segurança dos seus visitantes que para reestruturar a sua oferta nos seus grandes destinos já conhecidos internacionalmente. Na véspera de grandes eventos internacionais, da Ryder Cup até a Expo 2025, e poucos meses antes da decisão do CIO sobre a candidatura de Paris aos Jogos Olímpicos de 2024, Biarritz e o Pais Basco, conhecidos dos brasileiros tanto pelas suas ondas de surfe que pelos seus campos de golfe, eram sem dúvidas o perfeito local para passar uma mensagem de otimismo tanto aos profissionais franceses que aos turistas do mundo inteiro.

Jean-Philippe Pérol

O campo de golfe de Saint Quentin, pronto para Ryder Cup 2018

O campo de golfe de Saint Quentin, pronto para Ryder Cup 2018

Esse artigo foi inicialmente publicado no Blog “Points de vue do autor na revista profissional on line Mercados e Eventos

Biarritz: Luxo, surfe, samba e golfe nos passos da Imperatriz Eugenia!

Hotel du Palais

O Hotel du Palais, cartão postal de Biarritz

Martinho da Vila e a Vila Isabel ovacionados numa aristocrática cidade do litoral atlântico da França?  A insólita noticia só podia chamar a atenção do Brasil para a cidade de Biarritz e seu festival do Filme Sul-americano onde estreou na semana passada o filme “O Samba”. téléchargementMais insólito ainda era o fato que algumas semanas antes, em Anglet, um subúrbio norte da aglomeração,  o surfista brasileiro Bino Lopes  tinha também se destacado ganhando a etapa do WSL Qualifying Series 2015, derrotando o francês Andy Crière nas ondas da praia chamada de “La Chambre D´Amour”. Se tanto o surfe como o samba pode parecer destoar nessa sofisticada cidade balneária do Pais Basco francês, Biarritz sempre foi – e ainda é- um destino que gosta de surpreender seus visitantes, seja a Rainha Vitoria, a Imperatriz Sissi e a princesa imperial russa Youriewski  nos anos 1890, ou o Martinho da Vila hoje.

A imponente casa onde ficou a Rainha Vitoria

A historia de Biarritz é mesmo imperial, quando foi escolhida como residência de verão pela bela Eugenia, esposa espanhola do Napoleão III, que gostava desse então vilarejo de caçadores de baleias, próximo da fronteira com a sua terra natal. Saloes do Hotel du PalaisA lenda conta que, para se fazer perdoar suas aventuras amorosas extra-conjugais, o Imperador lhe ofereceu em 1854 um palacete, a Villa Eugénie, com uma vista excepcional da beira mar, que virou logo um ponto de encontro de toda nobreza da Europa. Vendido e transformado em Hotel Cassino em 1880, tendo adotado em 1893 o nome atual de Hotel du Palais, ele foi completamente reconstruído depois de um incêndio em 1903 com uma planta em “E” para homenagear a Eugenia. O Spa do Hotel du PalaisHoje distinguido com o titulo de “Palace” outorgado através da Atout France, o Hotel du Palais é o símbolo mais forte do destino Biarritz, o lugar imperdível para passar pelo menos uma noite, aproveitando a decoração inspirada do “Secundo Império”, a faixada de estilo “neo-Louis XIII” inspirada do palacete original, ou um dos restaurantes com o cardápio assinado pelo chefe Jean-Marie Gauthier.

Golfe do Farol em Biarritz

O campo de golfe do Farol

A sofisticação de Biarritz vem também dos seus campos de golfe, o Campo do Farol, o segundo mais antigo da Europa depois do lendário Saint Andrews, o Campo de Chiberta na descontraída Anglet ou o Campo de Ilbarritz com seu barranco caindo para o Oceano. Chique pode ser andar num velho 2CV da CitröenO chique pode também ser sair nas estradas do Pais Basco – nas trilhas outrora usadas pelo contrabandistas – para visitar os pequenos vilarejos vermelhos e brancos, dirigindo um velho 2CV amarelo da Citröen. Chique pode ser simplesmente caminhar na beira-mar, andar na passarela construída em 1887 pelo Gustave Eiffel para chegar até a espetacular Roca da Virgem, padroeira dos caçadores de baleias, e suas pedras furadas enfrentando as ondas. rocher-de-la-viergeE quando chega a noite, Biarritz volta a ter a saudade das festas da Imperatriz. Se o Hotel do Palais hospede muitos dos numerosos grandes eventos organizados na cidade, o Cassino fica agora no imponente edifício “art nouveau” construído em 1929 diretamente na areia da mesma praia, com um concorrido restaurante aberto para o mar e um imponente salão do Embaixadores. Saudade da Eugenia?

Jean-Philippe Pérol

Cassino de Biarritz

O Cassino de Biarritz

 

Surfistas em Biarritz