Fortaleza, novo xodó dos turistas (e do turismo) franceses!

Primeiro pouso em Fortaleza da Air France/Joon no dia 3 de Maio

A espetacular abertura da linha Paris Fortaleza por duas companhias do grupo Air France mostrou o renovado interesse da França pelo Nordeste brasileiro, tanto como destino para os turistas franceses que como mercado emissor. Os voos para os grandes hubs da região não são porem uma novidade. A própria Air France herdou da Aerospatiale a inauguração de uma rota Natal Rio em Novembro 1927,  depois interligada com Dakar e Paris. Depois da segunda guerra, foi  Recife que foi escolhida para escala na rota Paris Rio, e depois abandonada em 1963 quando chegaram os Boeing 707. Quase escolhida em 1975 para receber o Concorde, Recife teve de novo a preferência em 1982 quando Air France voltou a pousar no Nordeste, mas o voo parou em 1995.

Beleza e autenticidade na praia do Iguape

Na competição entre os grandes hubs do Nordeste, a Air France escolheu essa vez Fortaleza. A rota mais curta para Paris, o dinamismo do Ceará e o apoio da Gol foram três fatores importantes numa briga que o peso das vendas locais não dava para desempatar. Para levar a decisão, a surpresa vem dos profissionais franceses que anunciaram claramente suas preferências pela capital cearense. Seu clima seco garantindo sol o ano inteiro, seu mar quente, suas praias de areia branco e seus passeios de buggy, sua infraestrutura hoteleiro e seus parques aquáticos já tinham seus fãs, especialmente os amadores de kite surf. Estão agora se popularizando, aparecendo nas paginas dos principais jornais e revistas franceses bem como nas prateleiras das agencias de viagem e das operadoras.

Cumbuco, balneario do Saint Tropez des Tropiques e do Vila Galês

Não é a primeira vez que o Ceará tenta atrair os turistas franceses. Já nos anos 70 a empresa hoteleira PLM tentou implantar no Brasil seu primeiro hotel, com a ideia de levar para Fortaleza parte dos enormes fluxos de turistas franceses indo para seus hotéis do Caribe. Nos anos 80 a operadora El Condor, então líder do mercado francês, lançou um charter bimensal para Fortaleza, planejando fazer do balneário do Cumbuco um novo ” Saint Tropez des Tropiques”. Mesmo com muitos poderosos padrinhos dos dois lados do Atlântico, incluindo o prefeito de Saint Tropez e o empresário franco-cearense Paul Mattei, o projeto não vigorou. Contribuiu porem a reforçar os laços com numerosos profissionais franceses do setor, ainda hoje muito presentes em Fortaleza.

Entre Nordeste e Amazônia, o inesperado deserto dos Lençóis Maranhenses

Fortaleza está também seduzindo os turistas franceses pela oportunidades de conexão que o hub da Gol oferece para outras atrações do nordeste e do norte. Mais que os destinos tradicionais, Salvador ou Recife, os novos roteiros estão incluindo Morro Branco, Prainha, Iguape, Cumbuco, Jericoacoara, paraíso dos kite surfistas, o delta do Parnaíba, e os surpreendentes Lençóis Maranhenses cujos lagos e dunas estão fascinando todos os visitantes. Talvez lembrando a historia da cidade fundada pelo francês Daniel de la Touche, os turistas franceses estão chegando em São Luiz, “jóia do Maranhão, herdeira da França equinocial, tombada pela UNESCO em 1997”. E as melhores ofertas de Belém, Alter do Chão ou Manaus, seja cruzeiros fluviais, hotéis de charme ou pousadas de selva, já estão medindo a nova empolgação trazida pelos voos Paris Fortaleza.

Nos Encontros 2018, os profissionais franceses atras do mercado nordestino

Novo xodó dos franceses, Fortaleza vai também surpreender pelo potencial de viajantes que o Nordeste pode gerar para Europa em geral e a França em particular. Até agora quase monopólio da Air Portugal, e com forte liderança de Lisboa, os fluxos de turistas já começaram a se redefinir, incluindo viajantes procurando experiências sofisticadas na cultura, na gastronomia ou no enoturismo. A Atout France, encarregada da promoção do turismo francês, já está acompanhando essa nova tendência, trazendo para Fortaleza o seu evento-mor “Encontros a francesa”. Alem dos encantos da capital e do litoral cearense, os 40 profissionais franceses convidados vão com certeza voltar convencidos que o Nordeste brasileiro vai em pouco anos dobrar seu fluxo de viajantes para França.

Jean-Philippe Pérol

O Teatro José de Alencar em Fortaleza (foto Casablanca turismo)

Esse artigo foi inicialmente publicado no Blog “Points de vue” do autor na revista profissional on line Mercados e Eventos

Natal: velhas tradições e novo marketing vindo do Norte

A famosa árvore de Natal de Estrasburgo

A famosa árvore de Natal de Estrasburgo

Se o verdadeiro São Nicolau nasceu no século III no sul da Turquia atual, o mito do Papai Noel foi popularizado misturando tradições católicas, lendas nórdicas e promoções americanas. Do bispo de Myra vem a distribuição de presentes para as crianças. coca-cola_the_pause_that_refreshes_1931-610x697Da Europa do Norte chegaram a barba branca, o boné e as roupas de peles vermelhas  inspiradas dum pequeno (e generoso)  duende viking chamado Julenisse. Atravessando o Atlântico, Nicolau se transformou em Santa Claus (do holandês Sinterklaas), um velho duende barbudo distribuindo presentes na noite de Natal numa carruagem puxada por oito renas. Adotado como personagem central de varias campanhas publicitarias americanas, ele virou uma personalidade mundial a partir de 1931 quando a Coca Cola o contratou como garoto propaganda. Mas mesmo globalizado, o folclore natalino continua pegando sua força nas tradições do Norte da Europa, e dois países escandinavos, a Islândia  e a Finlândia, mostraram agora a sua criatividade para juntar espírito Natalino e marketing turístico.

yule_lad_quiz_woobox

A Islândia aproveitou esse ano uma lenda tradicional contando que, nas treze noites anteriores a Natal, um “Yule lad” (duende islandês) desce das montanhas para deixar presentes para crianças, ou fazer surpresas e trapaceadas.The-Thirteen-Yule-Lads-of-Iceland Assim como os Orixás, cada um desses treze duendes têm uma personalidade bem peculiar, suas atividades preferidas e seus gostos gastronômicos . Durante todo o mês de Dezembro,  os profissionais do turismo islandês estão promovendo um quiz on line dando a cada internauta a possibilidade de saber com qual desses duendes ele pode ser identificado. Algumas das perguntas ajudam também a valorizar as especialidades culinárias, o artesanato ou as belezas naturais do pais.

A cidade do Papai Noel

Rovaniemi, a cidade do Papai Noel

O folclore natalino sempre inspirou a promoção turística da Finlândia, inclusive na reivindicação da cidade de Rovaniemi, na Lapónia finlandesa,  como cidade natal e escritório do Papai Noel, bem como sede de um parque de lazer parque conhecido como “Santa Park”. emoji-christmaspartyEsse ano a Finlândia inovou sendo o primeiro pais do mundo a criar uma série de emoticons ilustrando com humor e sensibilidade as particularidades do pais. No site  THISISFINLAND estão sendo publicados durante todo o período  do Advento 30 emoticons, um a cada dia. Os símbolos escolhidos até agora vão do urso hibernando até o fã de heavy metal (musica muito popular na Finlândia), passando pelo pacificador (homenagem a um ex-presidente que ganhou o Nobel da Paz) e o casal festejando Natal.

Patrocinando muitos eventos- sendo os mais populares os Mercados de Natal que se espalharam desde a Alsácia a partir do século XIV, o Papai Noel, carregando não somente presentes mas também um espírito natalino de Paz e de Alegria, é cada vez mais um grande incentivador de viagens turísticos para adultas e crianças. E seja ele um santo da Turquia ou um velho duende trapaceiro da mitologia nórdica, da para acreditar na sua magia!

Esse artigo foi traduzido e adaptado de um artigo original de Claudine Barry no Reseau Veille Tourisme da Chaire de Tourisme Transat

 

Presepios na França: tradições seculares e brigas contemporaneas.

Les-santons-de-Provence

Referência católica  ao nascimento de Jesus numa gruta de Belém, talvez inventados no final da Idade Media no reinado de Napoli, os presepios tiveram a partir do seculo XVIII um sucesso espetacular na Provence. Na epoca do Natal, cada familia devia – e ainda deve-  montar o seu, utilizando pequenos figurinos de barro chamadas “santons”. No presépio de cada lar, alguns personagens vão sempre aparecer, seja o São José, a Nossa Senhora e o pequeno Jesus, os Reis Magos, ou o boi e o jumento cujas imprescindíveis presencias foram lembradas pelo próprio Papa Benedito XVI no seu livro “A infância de Jesus”.

CRECHE

Mas na Provence aparecem também milhares de figuras. São as profissões típicas da região – os pastores com suas ovelhas, o padeiro, o moleiro, ou os pescadores. Os “santonniers”(fabricantes de santons) estão também inovando com floristas, bombeiros, pedreiros, cozinheiros ou políticos, e teriam hoje mais de 18.000 modelos diferentes.Santons_à_peindre De 2 a 30 cm, simples ou sofisticados, todos eles devem ser fabricados de forma artesanal. Concebido e esculpido a mão pelo artesão, o primeiro “santon” serve para fabricar o primeiro molde. Esse molde será depois enchido com barro vermelho da Provence, lixado e secado. Depois de passar no forno a 900 graus, será pintado a mão com muita paciência e dedicação.

avignon-marche-noel-2008-760

Em Aix en Provence, em Marselha ou em Avignon, em toda França, os presépios são uma tradição muito forte que os moradores, católicos ou não, são sempre orgulhosos de mostrar para os visitantes. SANTONS D AUVERGNEOs “santons” têm suas feiras, suas exposições e suas lojas onde são comprados por turistas ou colecionadores. E nas semanas que antecedem o Natal, os presépios e as tradições natalinas invadem não somente as casas, mas as vitrinas, as praças, as ruas e os espaços públicos.

4369111_creche-vendee_545x460_autocropNesse quadro que deveria ser de paz, um juiz da cidade de Nantes detonou uma guerra religioso exigindo, em nome da laicidade, que seja retirada um presépio colocada na sede do governo da Vendée. Com o governo apoiando o juiz, a oposição defendendo que se trata mais de  artes, de cultura e de tradições que de religião, a briga virou politica. Um famoso humorista escreveu para o tribunal pedindo se ia também acabar com o feriado de Natal, a ceia e as tradicionais bûches!

Mas os visitantes não precisam se preocupar. 71% dos Franceses continuam apoiando a presencia dos presépios nos espaços públicos. 0-ANIM-Cre-ches-du-Monde-a--Landogne-2Os “santons” da Provence, bem como os mercados de Natal da Alsácia ou de Avignon, ou a inesperada exposicão de presepios do vilarejo de Landogne na Auvergne  mostram a força do patrimonio cultural, incluindo religioso das regiões da França. A guerra dos presepios não deve vigorar, e essas tradições vão continuar a encantar tanto os moradores como os turistas vindo do mundo inteiro para viver a alegria dum Natal ou dum Reveillon a francesa.

Joyeux Noel na França!

Jean-Philippe Pérol.

massive-luminous-figure-of-7e26-diaporama

Merci para 2013 e sucessos para 2014!

2014

JOYEUX NATAL ET FELIZ NOUVELLE ANNÉE!

A  todos os colegas e amigos do trade, agradeço os avanços do turismo francês no Brasil e desejo um ano 2014 cheio de sucessos. As oportunidades vão ser muitas. A Copa, e seus milhares de turistas chegando ou fugindo. Os novos consumidores que vão trocar os seus hábitos de consumo para procurar (ou não) novas maneiras de viajar. As novas rotas aéreas que vão abrir novos destinos ou ligar mais cidades brasileiras para o mundo. Os novos canais de distribuição no web, sites, facebook, e-marketing, que vão continuar a mudar em profundidade a paisagem do trade brasileiro.

paris-reveillonEm 2014, vamos torcer, para um grande Ano para o turismo brasileiro, vamos torcer pelo sucesso pessoal e profissional  dos nossos parceiros, e esperar que cada um consegue também o tempo e o sossego para belas viagens pela França. E vamos, sim, torcer pelo Brasil na Copa!