Turismo francês: pesquisa on-line ajuda a definir novos desafios.

20082691

Quando o próprio Presidente da Republica declara, na frente de todos os seus embaixadores, que o turismo virou uma grande prioridade nacional, esse setor pega logo um novo impulse. Foi isso que aconteceu na França. Depois dessa declaração oficial de François Hollande, todos os profissionais ficaram convencidos que, mesmo com uma liderança mundial aprovada por 83 milhões de visitantes, tinha que se preparar para o futuro. Para preservar esse primeiro lugar, precisava melhorar ainda mais a oferta turística,  e atender as novas expectativas dos turistas, vindo tanto dos mercados tradicionais que dos BRICS .

logo-assises-371x269Para traduzir esse voto em ações concretas, foi programada pela Ministra Sylvia Pinel uma convenção national do turismo. Marcada para o próximo mês de Abril, essas ‘Assises nationales du tourisme’ reunirão todos os atores públicos e privados para finalizar e anunciar um projeto claro e ambicioso. Dentro dos objetivos destacam se a emergência de novos destinos, uma nova estratégia para eventos e encontros de negocios, e a melhoria do atendimento.

Na preparação desse evento, são previstos encontros e consultas com empresários, sindicatos, profissionais do ramo, jornalistas ou políticos. Brasileiros bandeira em ParisMas a novidade interessante é a vontade da ministra de consultar também os próprios turistas. Quem já viajou para França e gostou, quem viajou e não gostou, quem gostaria de viajar ou quem não quer, quem é agente de viagem ou quem é turista, francês ou estrangeiro, todos são convidados a dar suas impressões, sugestões ou palpites.

 

Para responder e participar,  só precisa  clicar no  http://br.rendezvousenfrance.com/inquerito/enquete-sobre-o-turismo  e tomar alguns minutas do seu tempo. Assim os participantes poderão dar informações importantes para os franceses conhecer melhor e atender  com mais atenção ainda os turistas brasileiros. GarçonDa resposta de cada um dependem talvez ideias ou  melhorias para a França continuar a se aprimorar, investindo o que for necessário para dar a seus visitantes o serviço atencioso, atual e acessível que  merecem no pais líder do turismo mundial. Merci!

Jean-Philippe Pérol

 

4 pensamentos sobre “Turismo francês: pesquisa on-line ajuda a definir novos desafios.

  1. Pingback: MUNDO AZUL » Turismo francês

  2. Obrigado Renata, é verdade que para atrair mais turistas para novos destinos, o transporte publico é essential. Na verdade acho que já existe, quase sempre, mas que é muito complicado, mal sinalizado e mal explicado para os visitantes, especialemente quando não falam francês. É algo a ver com a SNCF e as companhias de ônibus, e talvez até os taxis. Muito obrigado pela sua contribuição. Um abraço

    Curtir

  3. Pérol. eu hoje moro na França e escrevo sobre turismo aqui para o público brasileiro. Sabe o que tenho achado a maior complicação agora? A estrutura para chegar em certas cidades, mesmo aquelas perto de Paris. Um exemplo: O Véxin Français. Uma região lindíssima, a cada vez que vou lá tenho ideias novas para escrever, pois sempre acabo conhecendo um lugar muito legal. Só que é o tipo de região que se vc não tiver carro, vc não vai. E é uma pena isso! Thémericourt, a cidade da região que tem o museu do Véxin Français. O museu é muito legal, fica em um castelo com um parque muito interessante. Seria um passeio ideal para sair um pouco de Paris. Ali perto tem um museu arqueológico muito completo. Só que como ir lá sem carro? Isso que as autoridades precisam resolver. Pra mim é estranho um país como a França, referência cultural, ainda possuir áreas sem transporte público. Posso citar outros exemplos em outras regiões da île-de-France, como Barbizon,que o ônibus só chega lá no verão (nas outras épocas ele deixa na entrada da cidade), Vaux le Vicomte (que só tem navette na temporada) e outros. Acho que é por isso que os guias de randonnée estão se popularizando aqui, para a gente poder chegar a pé nesses lugares hehehe (brincadeira)
    Desculpe escrever tudo isso, mas esse é exatamente o ponto que venho pensando nos últimos tempos
    Um abraço

    Curtir

Deixar comentario

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s