Festuris em Gramado, o turismo brasileiro que dá certo!

Mesmo esperado, o sucesso da Festuris impressionou

Pela sua 31° edição, o mais charmoso dos grandes encontros do turismo brasileiro bateu recordes e superou as expectativas. A FESTURIS, Feira Internacional de Turismo de Gramado, contou essa ano com 17 mil participantes, incluindo 11 mil visitantes profissionais, um crescimento global de 5% que mostrou que o evento deixou de ser limitado a região Sul do pais. 35% dos agentes registrados vieram dos outros estados do Brasil ou dos países do Mercosul . E nos 25 mil metros quadros do Serra Park, os organizadores celebraram a presença de 2.700 marcas expostas vindo dos quatro cantos do Brasil e de 65 destinos internacionais. Mostrando eficiência e produtividade, a FESTURIS teve também como destaque mais de 4 mil agendas de reuniões que geraram novos recordes de faturamento para os participantes.

Gramado e seus moradores são o primeiro fator de sucesso

Se o sucesso de FESTURIS se deve a vários fatores, o primeiro é sem dúvida a própria cidade de Gramado. Assim como Deauville para a  antiga Top Résa, Cannes para o ILTM, ou Marrakech para Pure Life Experience, Gramado oferece para o seu maior evento um quadro perfeito. São infraestruturas reunidas num espaço pequeno que facilitam os deslocamentos, hotéis de todos os níveis de conforto mas todos de qualidade, um palácio dos festivais  e um centro de convenções extremamente prático. Mas importante ainda para o viajante é a visível apropriação pelos moradores da vocação turística da cidade. Alem de limpeza e segurança, os Gramadenses oferecem aos visitantes um atendimento e um respeito que fazem das ruas da cidade locais aconchegantes onde multiples animações podem ser oferecidas.

O espaço Wedding foi um dos lançamentos mais bem sucedidos

Iniciada pelos organizadores há alguns anos, a segmentação das ofertas foi sem dúvidas uma visão de futuro. O turismo de niche e a procura de experiências especificas é uma grande tendência desses últimos anos, e FESTURIS soube responder com espaços personalizados respondendo as especificidades dos expositores de cada atividade ou segmento.  Ao tradicional Espaço Luxury, se somaram os espaços Termalismo e Bem-Estar, Viagem pela Cultura e Costumes, Business, Tech e Corporativo, Sustentabilidade e Acessibilidade, Entretenimento, Gastronomia, um muito concorrido salão Wedding e uma ampla area para o turismo LGBT. Esses espaços, bem como os potenciais de outras ofertas temáticas ou de outros segmentos de mercado, contribui muito ao sucesso de FESTURIS 2019.

No jantar do Guilherme Paulus, Eduardo Sanovicz, Magda Nassar, Newton Cardoso, Caroline Putnoki e Jean-Philippe Pérol

Durante as solenidades  da festa de abertura, nas emoções das entregas dos Troféus Amigos do Festuris, no concorrido e sofisticado jantar que Guilherme Paulus organiza no Saint Andrews, nas palestras ou nas mesas redondas da “Meeting Festuris”, nos encontros casuais nos corredores da feira, Marta Rossi e Eduardo Zorzanello souberam também criar um clima descontraído e profissional que atrai cada vez mais os lideres e os influenciadores do trade. Na competição entre as grandes feiras de turismo do Brasil, onde destacam-se outras fortes lideranças brasileiras como Carolina Perez, Luciana Leite e Magda Nassar, a capacidade de gerar encontros, debates, palestras e discussões informais, contribuindo assim a entender e definir as grandes tendencias do mercado, é hoje para FESTURIS um fator importante de sucesso.

Jean-Philippe Pérol

Esse artigo foi inicialmente publicado no Blog “Points de vue” do autor na revista profissional on line Mercados e Eventos

Em Gramado, um grande encontro do turismo brasileiro

Gramado na véspera do Natal, em tempo de Festuris

Gramado na véspera do Natal, em tempo de Festuris

É difícil voltar da Festuris de Gramado sem ter sido seduzido não somente pelo charme dessa estância turística onde a arquitetura, o atendimento, as infraestruturas e as animações lembram as montanhas dos Alpes europeus, mas também pela importância crescente dessa feira nos roteiros dos profissionais do turismo brasileiro.

No La Hacienda, o requinte de um pique nique a taitiana

No La Hacienda, o requinte de um piquenique a taitiana

Desde que a tão querida Feira da ABAV  parou de andar pelos Brasis para se fixar primeiro no Rio de Janeiro e depois em São Paulo, nenhum dos grandes encontros do turismo brasileiro conseguiu se firmar como a indiscutível cúpula dos profissionais do ramo, seja pela representatividade dos expositores presentes ou, mais ainda, pelo números de visitantes – agentes de viagens ou operadores. atout-france-wtm-2016-by-arnaldo-cellani-junior-2016_03_29-18_43_27-0723 A própria Feira das Américas ganhou um novo impulso esse ano, mostrando uma capacidade de se renovar com uma melhor integração dos parceiros da BRAZTOA e uma valorização das formações propostas na Vila do Saber. Seu concorrente direto, o WTM conseguiu nas suas ultimas edições, com a forca da Reed International,  trazer novos expositores e mostrar sua experiência em organização de grandes encontros. Mas nenhum dos dois ainda atraiu o volume de visitantes necessário a um indiscutível  sucesso.

O espaço luxo, uma novidade da Feira

O espaço luxo, uma novidade da Festuris

Mesmo se sentindo falta do charme e do carisma da sua fundadora Carolina Peres, a Travelweek continua sendo uma excelente opção de encontro profissional, juntando duas características muito procuradas tanto pelos expositores que pelos compradores: um evento especializado para umas clientelas e uns produtos bem definidos, e um numero garantido de encontros “face to face”. img_7762Um custo extremamente elevado – o contato útil acaba saindo por mais de 200 Usd- , e uma acertada vontade de focar exclusivamente o segmento luxo, impedem esse conceituado evento de atrair todos os lideres de opinião do trade. E se alguns destinos conseguiram nos últimos anos usar a Travelweek para se projetar – foram os casos da África do Sul, da Franca, da Espanha, do Portugal ou da Suíça -, o próprio conceito continua sendo dos hoteleiros de luxo vendendo através das agencias especializadas, deixando pouco espaço formal ou informal para os outros profissionais.

img_1094

O estante da Air France e dos parceiros Skyteam

Cada vez mais procurada, guardando seu lado exclusivo que combina tão bem com a aconchegante cidade de Gramado, a Festuris conseguiu esse ano atrair  400 expositores, inclusive 16 destinos internacionais, e 8000 compradores vindo principalmente dos três estados do sul do Brasil, mas também de São Paulo e de vários países da América do Sul, argentinos, uruguaios, chilenos ou peruanos. img_1084Com um alto índice de satisfação dos participantes, a Festuris tem vários trunfos para se firmar como uma das feiras favoritas dos profissionais do setor: uma qualidade (e quantidade) de visitantes querendo mesmo fazer negócios (fala-se de mais de R$ 250 milhões de contratos fechados), uma programação equilibrada entre as palestras, os seminários, os estantes e os agendamentos, umas experiências inovadoras como o espaço luxo, um custo extremamente razoável, e enfim as numerosas opções de networking.

O Relais Châteaux Saint Andrews, um dos pontos de encontros da Festuris

O Relais Châteaux Saint Andrews, um dos pontos de encontros da Festuris

Desde as solenidades  da festa de abertura até os almoços, coquetéis ou jantares organizados pelos expositores, desde o concorridissimo jantar no Saint Andrews até as discussões mais informais nos corredores da feira, a descontraída organização da Festuris cria o perfeito clima para atualizar seus contatos e perceber as evoluções do trade. Enquanto o futuro dos grandes salões de turismo ainda é um debate acirrado entre os profissionais brasileiros, e que crescem os workshops especializados, a  Feira de Gramado deve atrair cada vez mais as  principais lideranças do setor, podendo assim ainda crescer como  um grande encontro do turismo no Brasil.

Jean-Philippe Pérol

Esse artigo foi inicialmente publicado no Blog “Points de vue” do autor na revista profissional on line Mercados e Eventos

A Feira da ABAV, liderando os eventos do setor

A Feira da ABAV, liderando os eventos do setor

 

Em Deauville, a esperada reabertura do mítico Hotel Normandy

Hotel-Normandy-Barriere

O Hotel Normandy é a alma de Deauville. Com mais de cem anos, o hotel foi inaugurado em 1912, sendo o primeiro do grupo Lucien Barrière que começou com esse prédio  o “sucesso story” da empresa nos ramos da hotelaria de luxo e dos cassinos. FILMAGEM PARA UM INCENTIVO ATOUT FRANCENuma cidade cuja historia é ligado ao cinema e ao turismo, o Hotel teria muito que contar sobre grandes vedetes francesas e internacionais. Foi entre as suas paredes que Christophe Lambert e Sophie Marceau se encontraram durante a filmagem de “A chave do mistério”. A suite “Anouk Aimée” lembra o casting do famosíssimo “Um homem, uma mulher” . O bar apareceu em varias cenas de filmes, com ícones como Jean Gabin ou Jack Nicholson. E, no restaurante La Belle Époque,  os fotógrafos jà surpreenderam  James Coburn, André Citroen, Gérard Depardieu, Winston Churchill, Errol Flynn ou Coco Chanel que abriu em Deauville sua primeira loja em 1913.

Um homem, uma mulher

Alem do cinema, o mundo do turismo marcou também a historia do Normandy. De 1978 ao 2007, o salão Top Resa era o ponto de encontro obrigatório de todos os profissionais   ligados com o turismo franceses.TOP RESA Nesses anos de ouro do turismo, executivos de companhias aéreas, diretores de grandes operadoras, donos de agencias de viagens, ministros ou presidentes de destinos turísticos,  e jornalistas especializados nunca perdiam esses três dias de encontros, de seminários, de negócios e de festas. Não faltaram figuras do turismo brasileiro: o ministro Caio de Carvalho, diretores da Varig e da TAM, ou governadores como Rosana Sarney ou Jarbas Vasconcelos. Top Resa- estande Embratur em 2007A crise de 2007, as mutações do turismo, e a cautela dos investidores com os eventos glamourosos, levaram os organizadores a transformar completamente o salão. Ele saiu da Normandia procurando mais eficiência e menos brilho. Acabou o glamour e chegou a saudade, ele deixou Deauville, o Hipódromo  e o Normandy, e em 2008 foi embora para Paris e o Parque das Exposições da Porte de Versalhes.

O Bar do Normandy

Fechado desde o primeiro de Novembro, o Normandy está sendo completamente renovado.  Desde 2010 jà tinham sido restaurados os telhados e 80 dos 330 quartos e suites, bem como a recepção e o lobby. Para finalizar o trabalho, era porem necessário de fechar completamente o hotel, sendo os clientes direcionados para o vizinho Le Royal – outro estabelecimento de prestigio do grupo Lucien Barrière . Piscina do NormandyOs tecidos das paredes dos quartos e dos corredores, bem como todos os carpetes, foram arrancados e o canteiro foi entrego aos artesãos. A reabertura é prevista para o dia 29 de Abril, mas os arquitetos já avisaram que as obras poderão trazer algumas surpresas, e até agora já encontraram  uma coleção de jornais de 1911 descrevendo o ambiente das ruas e praias do Deauville da época, ou um misterioso retrato pintado diretamente numa parede e que poderia ser dum artista conhecido.

Fouquet's em Paris

O grupo Barriere, fundado em 1912 por Francois André Barriere, virou uma referencia nos setores da hotelaria de luxo e do lazer. Possui hoje 32 cassinos, 16 hotels e mais de de 140 restaurantes e bares. Toulouse LE FOUQUET'SAlem do Normandy, a grande bandeira de prestigio do grupo é o Fouquet’s, um bar restaurante parisiense onde a alta sociedade encontrava artistas ou atores. Incorporado ao  Grupo Lucien Barriere em 1998, o Fouquet’s dos Champs Elysées foi reformado em 1999 e serviu de modelos para os Fouquet’s de Cannes, La Baule, Marrakech e Toulouse. Uma estratégia de expansão mundial que não impede o grupo Lucien Barriere de se lembrar que o coração do seu savoir-faire fica nos seus hotéis de Deauville , e mais ainda na excelência do Hotel Normandy.

Esse artigo foi traduzido e adaptado dum artigo da revista on line Pagtour

O Hotel Royal Barriere em Deauville

O Hotel Le Royal Barriere em Deauville