A França, de novo primeiro destino turístico mundial em 2013, verdade ou marmelada?

400058093_f0e0c89e06_z

Com 84,7 milhões de entradas de turistas internacionais, a França foi de novo, em 2013, o país mais visitado do mundo, à frente dos Estados Unidos (70 milhões) , da Espanha (61 milhões) e da China (51 milhões). Mesmo esperada, essa notícia, anunciada pelo próprio ministro da economia , mostrou o dinamismo do turismo francês que continua com a preferência dos viajantes do mundo inteiro. Com muitos mercados europeus  ainda em recuperação – com um crescimento médio de 1,2% -, esses resultados devem muito ao desempenho da  Alemanha (+6,4%) , da América do Norte (+5,8%) e mais ainda da China que cresceu de 23,4%. A Rússia e a Índia participam dessa euforia, o Brasil se consolidando numa nona posição mas sendo o único BRICS a não ter um crescimento de dois dígitos.

Entradas de turistas estrangeiros (em milhões)

graph1

O sucesso da França deve muito a Paris, que se consolidou frente a Londres como primeira cidade turística do mundo com 47 milhões de visitantes em relação a sua concorrente inglesa com 35, mas também as regiões de Nice e de Lyon que atraem cada vez mais turistas. O objetivo do ministro Laurent Fabius, 100 milhões de turistas dos quais 1,5 milhões de brasileiros, deveria assim ser atingindo em 2022.

Receitas do turismo internacional (em bilhões de dólares)

graph2

Mesmo positivos, esses números foram recebidos com muitas críticas de vários profissionais franceses. A principal é que a forca econômica do turismo deve ser medida pelas receitas e não pelo número de entradas. The Louvre, Paris, FranceNesse ranking os grandes vencedores são os Estados Unidos com mais de 200 bilhões de dólares, enquanto a França tenta encostar na Espanha  com 63 bilhões. A segunda crítica se refere a metodologia. Para a Organização Mundial do Turismo, qualquer viajantes que fica mais de uma noite é um turista. Mas os 84,7 milhões de turistas que entram a França não são todos interessados pelas belezas das suas paisagens  ou pela arte francesa de viver. 15 milhões estão somente em trânsito de uma ou duas noites, atravessando o território ou dormindo perto de um aeroporto no caminho de um outro destino final. Todos esses turistas também não se hospedem em hotéis ou resort, quase um terço escolhem hospedagens não comerciais.

Mas a metodologia é a mesma para todos, os passageiros com multi-destinos existem em todos os países, e a França é mesmo o primeiro destino turístico mundial. As críticas não são justificadas, – os números estão certos e não tem nenhum fundamento falar de “marmelada” na publicação dessas estatísticas, porém é importante  levá-las em consideração. A  satisfação dos resultados não deve esconder o trabalho a fazer para melhorar.IMG_2420 A França precisa mesmo aumentar suas receitas turísticas, incrementar a qualidade do seu atendimento, oferecer serviços ainda mais diversificados, continuar a renovar a sua oferta hoteleira e atrair turistas em mais regiões. A liderança é com certeza uma satisfação, mas também uma grande responsabilidade. E as estatísticas são necessárias tanto para medir as realizações tanto quanto para lembrar o percurso a seguir.

Jean Philippe Pérol

4 pensamentos sobre “A França, de novo primeiro destino turístico mundial em 2013, verdade ou marmelada?

  1. Qualquer estatisticas é valida se tiver uma definição clara. A OMT classifica como turista uma pessoa que fica mais de um dia e menos de um ano num outro pais. Ela não considera, nessa classificação, as receitas para as quais os aericanos são os indiscutíveis campeões

    Curtir

  2. Concordo plenamente com as criticas dos profissionais franceses, a França só esta em primeiro lugar por que é usada como ponte entre outros destinos, as receitas geradas comprova que os estrangeiros que por ali passam, não estão interessados em gastar no pais, e a França só consegui esse titulo por causa da regulamentação da OMT.

    Curtir

    • O numero de viajantes que estão em transito é conhecido, sao 15 milhões. As regras estatísticas da PMT sao as mesmas para todos os países sobre isso. A proporção de viajantes com somente uma noite é maior na França por coisa da geografia (para os turistas que viajam de carro) e da força da Air France (para os turistas que viajam de avião). Tem que lembrar duas coisas: primeiro que muitos turistas, especialmente vindo de países distantes visitam vários países (media de quase dois para os brasileiros, três para os mexicanos, quatro para os chineses) ; segundo que mesmo tirando os turistas multi destinações das estatísticas, a França ficaria em primeiro lugar em números de entradas.

      Curtir

    • Errado, a OMT EXCLUI os turistas que estão apenas de passagem, ou seja, aqueles que fazem escala, ou que permanecem menos de um dia no país não são contabilizados, isso vale para França como para qualquer outro país, ou seja, a França é o país que recebe mais turistas no mundo. A questão das receitas é pelo tipo de turismo, nos EUA é turismo de compras e na Espanha é turismo de temporada, ou seja, o turista fica mais tempo nesses países e por isso gasta mais, ainda sim não significa que não gastem na França.

      Curtido por 1 pessoa

Deixar comentario

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s