Parabens para o Turismo do Portugal!

Os cais da Ribeira e a ponte Dom Luis no Porto

Ganhando o título de melhor destino europeu nos World Travel Awards 2017 no último mês de Setembro na Rússia, o Portugal confirmou brilhantemente os seus sucessos dos últimos anos como estrela crescente do turismo europeu. Depois de levar 14 Oscars do turismo em 2015, e 24 em 2016, os profissionais portugueses conseguiram a façanha inédita de levar 37 prêmios, incluindo o melhor terminal de cruzeiros (Lisboa), a melhor ilha turística (Madeira), o melhor destino de praia (Algarve), o melhor orgão oficial de turismo (Turismo de Portugal), bem como varios destaques para a TAP, os hotéis Pestana, Quinta do Lago e Vila Joya. Os World Travel Awards recompensaram assim o Portugal pela sua nova imagem, sua segurança e seus preços competitivos, e o atendimento dado seus 21 milhões de turistas.

A Secretária Ana Godinho recebendo o WTA 2017

Se os World Travel Awards foram um justo reconhecimento dos sucessos do turismo português ao nível internacional, o Brasil é sem dúvidas um dos países onde a progressão foi a mais espetacular, tanto pela mudança radical na imagem que pelos resultados. Quem se lembra do mercado brasileiro dos anos 90 sabem que o Portugal nem aparecia no pódio dos principais destinos europeus. O Portugal só vinha em quinto lugar das preferências dos brasileiros, atrás da França, da Itália, da Espanha e até da Inglaterra. O Brasil era então uma exceção na América Latina como o único pais a não dar uma posição de destaque para sua ex potencia colonizadora, todos os “hermanos” escolhendo a Espanha como primeiro destino.

O Palácio da Pena em Sintra

A imagem do Portugal – então considerado antiquado, atrasado e depreciativo – era a primeira responsável por essa singular colocação, e impactava todos os profissionais lusitanos, as vezes com maiores injustiças. Lembro assim duma pesquisa feita pela Air France nos anos setenta sobre a imagem das companhias aéreas no Brasil. Destacava a força global da Varig e logo depois da Air France, única transportadora estrangeira a se aproximar da saudosa Viação Riograndense, mas classificava também as  empresas por cada fator de julgamento. Assim em termo de segurança, a TAP era considerada a menos seguras da 15 companhias internacionais operando no Brasil, enquanto era a única da lista a nunca ter sofrido um único acidente (a primeira colocada era uma empresa americana que tinha lamentada 5 acidentes naquele ano …).

Roof top bar em Lisboa

Mas hoje o quadro mudou completamente, a imagem do país passou a ser moderna, segura, acolhedora e descontraída. A TAP quase virou uma companhia nacional brasileira, com mais de 70 voos semanais saindo de 10 capitais. Destino na moda para jovens, ativos ou aposentados, o Portugal lidera agora os destinos europeus favoritos dos brasileiros. Desde 2016 passou na frente da França, líder histórico, crescendo de 13,7% mesmo com a crise e chegando então a 625.000 visitantes.  Os números de 2017  deverão mostrar novo recorde histórico e talvez ultrapassar os 700.000 visitantes, consolidando o primeiro lugar nas preferências dos viajantes. A tendência deveria continuar em 2018, os bookings das grandes centrais de reservas internacionais são promissores, e o jornal Estado de São Paulo já definiu no seu suplemento Viagem que o Portugal será o melhor destino de 2018, na frente da Rússia e do Canadá. Parabéns para o Turismo do Portugal!

Jean-Philippe Pérol

Esse artigo foi inicialmente publicado no Blog “Points de vue” do autor na revista profissional on line Mercados e Eventos

Lyon, o destino urbano 2016 dos World Travel Awards!

Competindo com uma lista de 15 “nominees” onde constava Londres, Berlin, Veneza ou Lisboa,  Lyon ganhou no ultimo dia 4 de Setembro o prestigioso titulo de melhor destino de “city break” da Europa na cerimonia dos  World Travel Awards, organizada esse ano na Sardenha. Antiga capital da Gália, orgulhosa da sua longa tradição de metrópole comerciante, conhecida no mundo inteiro pela qualidade da sua gastronomia, Lyon teve nos últimos dez anos um crescimento impressionante do seu turismo, já destacado pela mídia internacional, passando de  2 milhões de turistas a mais de 5,5 milhões – com 30% de turistas internacionais-, e sendo uma das cinco cidades francesas mais visitada pelos brasileiros.

Sobrados antigos no bairro da Croix Rousse

Sobrados antigos no bairro da Croix Rousse

As raízes desse sucesso podem ser procuradas em 1998, quando o velho  centro de Lyon foi inscrito no Patrimônio mundial pela UNESCO. A cidade iniciou então um programa de renovação dos monumentos históricos e do seu patrimônio arquitetural, desde o bairro de Fourvière com seu teatro romano até os “traboules”, sobrados coloridos da época do Renascimento. Dentro dos projetos mais espetaculares, destaca se os cais dos rios Rhone e Saone do bairro da Confluence com seu impressionante Museu . Mas alem dessas coleções – ou dos incontornáveis museus de arte moderno ou das belas artes -, Lyon mostra uma excepcional animação cultural com milhares de eventos, a começar pelo Festival das Luzes de Fourvière e seus 3 milhões de visitantes, a bienal da Dança, a bienal de Arte contemporâneo , ou as festas de “La Sucrière” que recebem as maiores estrelas da musica popular francesa.

O Bouchon de l’Opera, um típico “bouchon” de Lyon

A fama adquirida por Lyon deve muito a sua posição  de capital gastronômica da França. Não somente pelo Paul Bocuse, ou pelos 19 restaurantes com estrelas Michelin da região metropolitana, mas pelos seus 4000 restaurantes e especialmente os seus famosos “bouchons”. Lugares emblemáticos da alegria de bem viver e de bem comer dos moradores, os “bouchons”  são caracterizados pela sua decoração pitoresca com toalhas de quadradinhos brancos e vermelhos, o seu cardápio tradicional, seus vinhos regionais e seu serviço generoso e amigável vindo da época dos “canuts”, os tecelãs da seda.

14231808_10154675491974835_7952105343692664618_o

O sucesso de Lyon com a nomeação pelos World Travel Awards foi também um trabalho de marketing de destino com uma marca, OnlyLyon, reunindo todos os profissionais da cidade, da região, do aeroporto e até da universidade, que se juntaram para valorizar as novidades no urbanismo e na arte de viver tanto para os moradores que para os turistas internacionais. Um trabalho de lobbying intenso e de promoção internacional foi coordenado pela OnlyLyon e seu Diretor Geral, Francois Gaillard, com a ajuda de embaixadores da nova marca, personalidades da cultura ou dos esportes como a grande estrela do basquete francês Tony Parker.

Esse artigo foi traduzido e adaptado de um artigo original de Charlotte Herrero no diário on line francês Le Figaro 

O mercado Paul Bocuse

O mercado Paul Bocuse