Reveillon do Ano Novo, só com Champagne! … Mas qual ?

CHAMPAGNE PARA NOITE DE REVEILLON

Comemorado no Rio de Janeiro, em São Paulo, em Fortaleza, em Miami ou em Paris, um Reveillon a brasileira tem alguns itens básicos que não podem faltar: roupa branca, muitos amigos, lentilhas, uvas, romãs e Champagne francês.Reveillon no Rio Negro Essa primeira taça do Ano Novo é uma escolha importante, e vem sempre a pergunta: qual é a melhor Champagne para comemorar? Sendo que a resposta depende do paladar e da emoção de cada um, cada folião terá sem duvida sua própria resposta. Existem várias listas das melhores marcas de Champagne, nelas sempre constam Louis Roederer, Krug, Laurent-Perrier, Heidsieck, Veuve Clicquot, Taittinger, Perrier-Jouet, Pol Roger, Jacquesson, Moet et Chandon (com o Dom Perignon), Deutz e Ruinart. Mas é esse ultimo que sempre foi meu preferido,  especialmente para brindar no Ano Novo.

Ruinart-Blanc-de-Blancs

Essa paixão vem da historia peculiar e das características do próprio Ruinart. Fundada em 1729, quando o Louis XIV autorizou pela primeira vez o transporte do vinho espumante da região, Ruinart é a mais antiga “maison” da Champagne.  CARTAZ BELLE EPOQUEJá vendia mais de 30.000 garrafas em 1730, já estocava os seus vinhos nas “Crayeres” em 1750, e foi premiada pelo Rei Louis XVIII em 1817. Depois de dois séculos de prestigio, vieram as duas guerras que castigaram o leste da França, e ela quase desapareceu em 1946 quando o seu acervo se reduziu a 17 hectares de vinhedos e as 800 garrafas, sendo seus últimos dois clientes o famoso restaurante Maxim’s e a casa noturna Le Sphinx – o “Love Café” então favorito  dos políticos . A reconstrução demorou, e foi somente em 1963, depois da compra pela LVMH, que a marca começou a se reposicionar como um Champagne  de prestigio, com uma produção pequena atendendo um público de conhecedores. Nos anos setenta o Dom Ruinart já era, junto com o “Comtes de Champagne” e o “La Grande Dame”, Dom Ruinart Rosé 1998uma das Champagne servidos na Primeira Classe na Air France, e ela era encontrado também nos bares das melhores companhias de cruzeiro. O sucesso voltou mesmo nos anos 90 com um sabor consolidado em volta de uvas chardonnay, aromáticos e elegantes, vindo da Côte de Blancs e da Montagne de Reims, tanto nos R de Ruinart, no Rosé, no Blanc de Blanc que nos Dom Ruinart.

RELAIS CHATEAUX LES CRAYERES

Ter uma Champagne preferida é também muito influenciado pela emoções as quais ela foi associada, muitas vezes durante as viagens e mais ainda na própria região de Reims.Champagne de balão Brindar com uma taça de Ruinart para iniciar um jantar no Relais et Châteaux Les Crayeres, para comemorar com amigos, um passeio de balão em cima dos vinhedos, para acompanhar seus convidados numa noite de gala nas “crayeres” onde são guardadas as preciosas garrafas, ou para esperar  o por do sol desde a varanda do Royal Champagne, são experiências que ligam o viajante com a Champagne que presenciou esses momentos.  Agora, para acompanhar o seu próximo Reveillon, segue seus próprios gostos, e procure nas suas próprias lembranças e emoções de viagens qual é a sua melhor Champagne! Santé!

Jean-Philippe Pérol

 

Comprar vinhos na França, sempre, mas quais sugestões em 2015?

devinisillistrubus

Se tem mil opções de shopping atraente na França, os vinhos são com certeza uma das mais vantajosas para os brasileiros. Mas qual vinho escolher, e aonde comprar-lo? Claro que o mais divertido é de se informar e de comprar no próprio vinhedo. Sonhar em Saulieu ... Muitos Châteaux de Bordeaux, a maioria dos produtores da Borgonha, as grandes Maisons da Champagne e muitas pequenas propriedades de todas as regiões recebem os visitantes para degustações e vendas de vinho. É uma escolha gratificante, não somente pela compra, mas também pelo contato com o produtor, as explicações do processo de fabricação específico a cada “terroir” e as visitas das  adegas. Pela beleza do local, a atenção do atendimento e a qualidade dos vinhos, alguns vinhedos oferecem uma experiência inesquecível:PETIT HAUT LAFITTE Smith Haut Lafitte e Lynch Bages em Bordeaux, Chateau La Coste na Provence, Ruinart e Moët et Chandon na Champagne, o Chateau de Pommard ou  Drouhin Laroze na Borgonha são alguns desses lugares excepcionais. Se os precos não são muito diferenciados, a descoberta de “deuxième” ou “troisième” vinho  sempre justifica a visita (por exemplo o Petit Haut Lafitte, o Hauts de Lagrange ou o La Goulée). Lojas especializadas são sempre uma boa opção. Assim , em Paris , recomende-se a Lavinia, ou, em Bordeaux, a Vinothèque e a espetacular “L’intendant” que sempre têm ofertas interessantes. As ruas de Saint Émilion escondem varias pequenas lojas onde tem vinhos pouco conhecidos, e ótimos negócios para fazer. E na França inteira, as lojas Nicolas, os supermercados Monoprix ou os armazéns Leclerc surpreendem pelas suas promoções.

Entre a possibilidade de provar os vinhos, de encontrar garrafas excepcionais e de conseguir preços em conta, vale a pena experimentar uma pequena loja em Paris chamada “de Vinis Illustribus”. DSCN0107No coração do Quartier Latin, o enólogo Lionel Michelin começou oferecendo “vinhos de aniversario” , vinhos de safra correspondentes ao ano de nascimento da pessoa presenteada. 378052_221262494617124_152480064828701_485232_101858432_nContinuou ampliando a oferta para vinhos raros, e acabou decidindo de dividir a sua paixão pelo vinho oferecendo degustações para grupos ou individuais. Com um serviço muito personalizado, ele tenta também oferecer para cada cliente uns vinhos combinando com seus gostos, sua carteira, e sua personalidade. Assim, para os brasileiros, que podem importar ate 12 litros por 500 USD, ele tinha sugerido em 2014 duas opções, uma para amadores e uma só para mulheres!

A cesta de doze incluia 2 Château de Ferrand Grand Cru Saint-Emilion 2004, 2 Château La Parde de Haut-Bailly Pessac-Léognan 2009, 2 Fixin « Les Petits Crais » Fournier 2012, 2 Pouilly Fuissé « La Croix » Robert-Denogent 2011, 2 DomainGirls1e Saint-Préfert Châteauneuf-du-Pape 2011 et 2 Domaine Tempier 2010. A nosso pedido, inventou  para mulheres uma  seleção bem feminina de doze garrafas: 1 Champagne Mailly Blanc de Noirs, 1 Champagne Lanson « Extra Age » Rosé, 2 Banyuls « Quintessence » Coume del Mas 2011, 2 Meursault « Les Petits Charrons » Millot 2009, 2 Morgon « Côte du Py » Foillard 2011, 2 Château de Ferrand Grand Cru Saint-Emilion 2004, e 2 Folio Coume del Mas 2011.

Em 2015, pedimos para o Lionel de refazer uma cesta, essa vez com somente 8 vinhos afim de poder levar duas garrafas de cada.De_Vinis_Illustribus-Lionel_Michelin_commenting_a_wine_tasting A escolha  foi então a seguinte: 2 Meursault “les Terres Blanches” Domaine Millot 2011 (41 USD), 2 Beaune “Teurons” Morot 2009 (46 USD), 2 Château de Ferrand Grand Cru Saint-Emilion 2004  (46 USD), 2 Schistes Domaine de la Coume del Mas 2014 (23 USD), 2  Folio “Edition Spéciale” Domaine de la Coume del Mas Collioure 2013 (32 USD), 2 Marsannay “Saint-Urbain” Fournier 2013 ( 23 USD), 2 Saumur blanc “La Dame” Domaine de Rocheville 2011 ( 21 USD) e finalmente 2 Grenache de Sixte 2014 (18 USD). São muitos lugares para comprar e muitas sugestões par ser ouvidas, mas é bom lembrar que a sua melhor escolha será sempre de escolher os vinhos combinando com seu próprio gosto. 

Então Boas compras e “à  votre santé”!

Jean-Philippe Pérol

 Esse artigo foi publicado pela primeiro vez nesse Blog no dia 26 de Julho de 2014, e foi atualizado para levar em consideração novas ideias do autor e do Lionel Michelin.

De_Vinis_Illustribus-Old_wines

Comprar vinhos na França, claro, mas onde ir e como escolher?

devinisillistrubus

Se tem mil coisas atraentes para comprar na França, os vinhos são com certeza umas das mais interessantes  e das mais vantajosas para os brasileiros. Mas qual vinho escolher, e aonde comprar-lo? Claro que o mais divertido é de se informar e de comprar no próprio vinhedo. DSCN0571 Muitos Châteaux de Bordeaux, a maioria dos produtores da Borgonha, as grandes Maisons da Champagne e muitas pequenas propriedades de todas as regiões vinícolas recebem os clientes para degustações e vendas de vinho. Mesmo se os preços não são  em geral muito interessantes,  é uma escolha gratificante não somente pelas compras, mas também pelo contato com o produtor, as explicações do processo de fabricação específico a cada “terroir” e as visitas das  adegas. Pela beleza do local, a atenção do atendimento e a qualidade dos vinhos, alguns vinhedos oferecem ao visitante uma experiência inesquecível: Smith Haut Lafitte e Lynch Bages em Bordeaux, Chateau La Coste na Provence, Ruinart e Moët et Chandon na Champagne, ou Drouhin Laroze na Borgonha são alguns exemplos desses lugares excepcionais.

Lojas especializadas são uma boa opção pelos preços e a localização. Em Paris pode encontrar grande escolha no Lavinia ou nas lojas da cadeia Nicolas. L1020005Em Bordeaux a Vinothèque e a espetacular  “L’intendant” sempre têm ofertas interessantes e diversificadas. E as ruas de Saint Émilion escondem varias pequenas lojas onde tem vinhos pouco conhecidos e ótimos negócios para fazer.

Na procura ideal entre a possibilidade de provar os vinhos, de encontrar garrafas excepcionais e de conseguir preços em conta, vale a pena experimentar uma pequena loja em Paris chamada “de Vinis Illustribus”. 378052_221262494617124_152480064828701_485232_101858432_nNo coração do Quartier Latin, o enólogo Lionel Michelin começou oferecendo “vinhos de aniversario” , seja vinho de safra correspondente ao ano de nascimento da pessoa presenteada. Continuou ampliando a oferta para vinhos raros, e acabou decidindo de dividir a sua paixão pelo vinho oferecendo degustações (com o sem refeições) para grupos ou individuais. Com um serviço muito personalizado, ele tenta também oferecer para cada cliente uns vinhos combinando com seus gostos, sua carteira, e sua personalidade. DSCN0107Assim, para os brasileiros, que podem importar ate 12 litros de vinho e um valor de 500 USD, ele sugeriu três opções desse montante:  para quem quiser doze garrafas mesmo, para quer prefira mais qualidade com só seis garrafas, e uma opção só para mulher!

A cesta de doze, dentro do orçamento de 500 USD, inclui 2 Château de Ferrand Grand Cru Saint-Emilion 2004, 2 Château La Parde de Haut-Bailly Pessac-Léognan 2009, 2 Fixin « Les Petits Crais » Fournier 2012, 2 Pouilly Fuissé « La Croix » Robert-Denogent 2011, 2 Domaine Saint-Préfert Châteauneuf-du-Pape 2011 et 2 Domaine Tempier 2010.

Para a cesta de primeira linha, o Lionel escolheu 1 Côte Rôtie Merlin 2009, 1 Colombis Châteauneuf-du-Pape 2009, 1 Château Brane-Cantenac 2ème Cru Classé Margaux 2009, 1 Château Destieux Grand Cru Classé Saint-Emilion 2003, 1 Meursault Comtes Lafon 2011, e 1 Nuits-Saint-Georges « Clos de la Maréchale » Mugnier 2009.

Girls1

E já que hoje o vinho é também assunto de mulher, pedimos mais uma seleção de doze garrafas, essa vez especificamente feminina. A seleção de de Vinis Illustribus foi então a seguinte: 1 Champagne Mailly Blanc de Noirs, 1 Champagne Lanson « Extra Age » Rosé, 2 Banyuls « Quintessence » Coume del Mas 2011, 2 Meursault « Les Petits Charrons » Millot 2009, 2 Morgon « Côte du Py » Foillard 2011, 2 Château de Ferrand Grand Cru Saint-Emilion 2004, e 2 Folio Coume del Mas 2011.

São muitos lugares para comprar e muitas sugestões par ser ouvidas, mas é bom lembrar que a sua melhor escolha será de comprar os vinhos combinando com seu próprio gosto. Boas compras e “à  votre santé”!