Reconstruir monumentos históricos: realizar sonhos para levantar o turismo

A nova biblioteca de Alexandria

A nova biblioteca de Alexandria

Depois da ressurreição em 2002 da biblioteca de Alexandria, o Egito vai agora lançar a reconstrução da sétima maravilha do Mundo Antigo : o farol da ilha de Pharos. PhareAlexandrieConstruído no ano 280 antes do Cristo, alto de 137 metros, ele caiu em 1303 depois de dezessete séculos de funcionamento, quando sua fogueira era visível há 50 quilômetros por causa do jogo dos seus espelhos. Era na época o monumento mais alto jamais construído. As ruínas das suas três partes – a base quadrada, a parte mediana octogonal e a parte de cima redonda – foram utilizada na construção da fortaleza de Qaitbay. Outros vestígios, especialmente estátuas gigantes e pedras esculpidas, foram encontradas no mar em 1994 pelo arqueólogo francês Jean-Yves Lempereur. Se a data de inicio e o prazo de entrega das obras não foram definidos, o Conselho supremo das Antiguidades Egípcias avaliou o projeto que será construído na própria ilha de Pharos, a poucos metros do seu marco histórico, e a poucos quilômetros da biblioteca.  DSCN2461Esse anuncio parece fazer parte da nova estratégia do primeiro ministro, Ibrahim Mahlab, que quer reverter a queda do turismo no seu pais, com as chegadas passando de 15 à 10 milhões  desde a revolução de 2011.  O objetivo agora é de chegar a 20 milhões em 2020 com umas receitas passando os 26 bilhões de dólares. Para o Egito, uma segunda maravilha do mundo antigo (a outra é a Pirâmide de Cheops) seria sem duvidas mais um grande trunfo para seu turismo.

Uma outra maravilha do mundo antigo poderia também ressuscitar. O governador de Rodes, na Grécia, anuncio no ultimo mês de dezembro um estudo para a construção duma copia do famoso Colosso.o Colosso de Rodes O projeto parece porem complicado, lamenta a arqueóloga Maria Michalaki-Kollia, especialista dessa estátua. A Grécia está em crise e as autoridades não teria como achar os 100 milhoes de dólares necessários para reerguer o Colosso de 32 metros de altura. Mas para especialista, a razão é outra. Ninguém sabe onde ficava exatamente a estátua gigante de Helios, o deus do sol, construída em  292 antes do Cristo e destruída durante um terremoto sessenta e seis anos depois. Mesmo se ela inspirou a estátua da Liberdade, sua posição exata, – na entrada de um dos dois portos, ou na cidadela-,  bem como sua forma – de braço erguido ou não, de pernas abertas ou não-, não são comprovadas. E não sobraram também nenhum vestígio já que o comerciante de Homs levou em 673 as vinte de toneladas de ferro e bronze que ainda existiam. Mas as dificuldades não parece desanimar o governador de Rodes que estava levando o projeto para frente, uma estratégia de marketing que já impactou o turismo da ilha.

c-moyen-age-cluny-III-3D-cp

Os grandes sonhos de reconstrução de monumentos históricos tão míticos são difícil de realizar. Na Franca, reerguer a abadia-catedral de Cluny, até o século XVI a maior do Ocidente mas destruída na Revolução, foi um desejo de muitos romeiros. Mas muito bem renovados nas comemorações dos 1100 anos da abadia, os vestígios existantes foram muito bem restaurados, e uma excepcional reconstituição virtual encanta os visitantes. O turismo pode também beneficiar de projetos mais modeA capela do castelostos mas com conteúdos autênticos e apoiados por comunidades locais. Assim também na Borgonha, em Guedelon, um grupo de apaixonados lançou em 1997 a construção de um castelo do século XIII, usando as técnicas e os materiais da época. Com pedra, terra, madeira, areia e argila da região, com pedreiros, carpinteiros, carreteiros, cordeiros e lenhadores profissionais,O castelo de Guedelon com dezenas de voluntários trabalhando no canteiro, com pesquisadores assessorando os engenheiros, o castelo esta se erguendo no ritmo da Idade Media, sendo a inauguração prevista para 2023. Mas o sucesso turístico do empreendimento, e seu impacto na economia da região,  já é impressionante: cada ano, mais de 300.000 pessoas estão visitando Guedelon, atraídos pela Historia levada com autenticidade e sinceridade. Tanto nos pequenos como nos grandes projetos.

Jean-Philippe Pérol

O castelo de Guedelon

Deixar comentario

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s