Cadeados do amor: o romantismo e as dúvidas do Pont des Arts

 

ParisCityVision-Pont-des-Arts-nuit---630x405---©-OTCP-DR_block_media_big

O famoso Pont des Arts não está caindo, mas está pagando o preço por ser um dos lugares do mundo mais românticos para trocar votos de amor. Desde 2008, a tradição dos cadeados de amor, fechados nas grades da ponte por namorados se jurando fidelidade antes de jogar as chaves no Rio Sena, está virando um problema – e se fala de 700.000 cadeados recuperados desde então.

Em Abril, uma das grades caiu (do lado de dentro) e a ponte fechou alguns dias para conserto.10268485_588706454560178_7916346776970684065_n As quarenta toneladas de cadeados não representam nenhum problema para segurança dos visitantes, mas a prefeitura fica atenta e toma os maiores cuidados com a manutenção. As telas da grades são trocadas cada vez que precisa para aliviar as estruturas. As antigas, com os milhares de cadeados, são guardadas num local sigiloso, nenhuma decisão tendo sido tomada quanto ao destino desses símbolos do romantismo da cidade-luz.

Plebiscitada pelos turistas, os namorados, e os vendedores de rua que oferecem até cadeados com nomes gravados, essa nova tradição está porém criando preocupações especialmente desde que ela parece se espalhar em outras pontes de Paris. E quarenta cadeados já foram retirados do ultimo andar da torre Eiffel

20128525

Os opositores foram primeiro alguns artistas. Assim em maio 2010 um estudante dos Beaux Arts retirou durante uma noite todos os cadeados para realizar uma obra que ficou exposta alguns meses mais tarde na faculdade de Arte.10 aout 2011: Passerelle des Arts. Bords de Seine, Paris (75), France. Em 2012 o artista Loris Greaud roubou quase todos eles para realizar varias obras de arte com o nome de Tainted Love para a sua exposição `The unplayed note’. Mas recentemente, em fevereiro desse ano, duas americanas apaixonadas por Paris, Lisa Anselmo e Lisa Huff, lançaram um abaixo assinado para reclamar a retirada dos cadeados e a proibição dessa tradição. Apoiado por alguns moradores e muitos ‘bobos’ (os burgueses boêmios, privilegiados desse bairro), 7700 pessoas já assinaram no site No love locks….

Sem Título-2

Numa cidade que recebeu 29,7 milhões de turistas em 2014, e cujo símbolo maior é justamente o romantismo e a paixão, é difícil atender um pedido de No Love… A nova prefeita de Paris, Anne Hidalgo, encarregou o Secretario da Cultura, Bruno Julliard, de propor alternativas que sejam artísticas e ecológicas. Vamos acima de tudo esperar que burocracia e regulamentos administrativas não tiram o charme desse tradição nova mas que combina tão bem com as pontes do Rio Sena – esse rio que foi cantado como uma amante cujo namorado se chamava Paris.

Então, sim ou não aos cadeados de amor?

Jean-Philippe Pérol

A Atout France está realizando uma pesquisa sobre Romantismo na França no século XXI. Para participar, clique aqui.

 

9 pensamentos sobre “Cadeados do amor: o romantismo e as dúvidas do Pont des Arts

  1. Acredito que deve ter uma limpeza referente ao cadeados mas não uma lei que faça a proibição de colocar eles na ponte.
    Mas acredito também que as pessoas perderam a noção de como, onde e porque prender um cadeado.
    Hoje há cadeados em postes pela cidade, torre, bancos e mais onde for possível ou não imaginar, tem cadeados.
    Alguns prendem por um motivo real, outros prendem porque acham que não podem passar por Paris sem fazer isso e outros colocam só por colocar e sem saber nem porque a ponte é cheia deles.
    Ao contrário do que muitos citaram patuá para trancar amores, omenagem a oxum e afins, acredito que vai do que você sente. Quando prendi o meu na ponte não imaginei que prenderia aquela pessoa ou aquele amor na minha vida, pensei em tudo o que existe em um pelo outro carinho, respeito e etc. Isso não quer dizer que eu vou prender ela em minha vida.

    Enfim, cada um tem seu ponto de vista. Do mesmo jeito que posso ser uma boba romântica falando, vai ter aquele que acredita que é para prender amores, outros que é homenagem a oxum, outros que Paris deve ser limpa e isto proibido e por ai vai..

    Curtir

  2. Estive há pouco em Paris e Londres e concordo totalmente com a Sylvia Christina.Os parisienses estão tentando limpar as águas do Sena e a poluição visual na ponte que em parte quebrou,só vi um camelô de cadeados(antes eram muitos).Levei um susto em Londres na Millenium Bridge mas acredito que os londrinos não deixarão isso ir adiante.

    Curtir

    • Certo que tem que cuidar com os exageros, mas tem tambem que deixar rolar a imaginacao, a espontaneidade e a liberdade. Tem que anotar tambem que a ponte nao quebrou, foi uma das grades qui caiu para dentro . De qualquer jeito elas sao regularmente substituidas… Abraco

      Curtir

  3. Estive há pouco em Paris e Londres e concordo totalmente com a Sylvia Christina.Os parisiences estão tentando reprimir e só vi um vendedor de cadeados ,a polução no Sena está terrível.Levei um susto na Millenium Bridge mas penso que os londrinos não deixarão ir adiante.

    Curtir

  4. Sou contra e não acho que combina com as pontes de Paris. As pontes são lindas e maravilhosas, sem os cadeados. Isso é uma intervenção humana que tira a beleza. O amor está no ar da cidade, em cada canto, e nunca precisou dos cadeados. Vamos então destruir todas as grades, colocar peso extra nas estruturas de tudo, só porque isso tem uma conotação amorosa? Por favor!
    Sou a favor, porém, de criar uma solução para que estas pessoas possam “demonstrar” seu amor sem prejudicar os pontos belíssimos da cidade.
    A Millenium Bridge em Londres, bela estrutura metálica, está se tornando o novo ponto. E vai ficar horrorosa.

    Curtir

Deixar comentario

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s