Les Sources de Cheverny: charme, bem estar e sabores na terra dos castelos

O castelo du Breuil foi renovado com total respeito a sua arquitetura

Com uma natureza protegida nas beiras do “último rio selvagem da Europa”, o fascínio dos castelos do renascimento francês, e vinhedos produzido um vinho leve, frutado e alegre, a região francesa do Vale de Loire tinha todos os requisitos para abrigar um novo capítulo da história do grupo hoteleiro Les Sources de Caudalie. Localizado em Cheverny – perto do famoso castelo que inspirou o Moulinsart das aventuras de Tintim, o novo Les Sources de Cheverny vai oferecer as mesmas experiências de bem estar, cultura, gastronomia e enoturismo que fizeram o sucesso do primeiro “Palace” dos vinhedos. Se a crise sanitária atrasou as obras, Alice e Jérôme Tourbier, os donos do grupo, já estão dando os toques finais antes da abertura dia 1ero de Setembro.

Os amplos e serenos quartos do castelo

O prédio principal do hotel é mesmo um autêntico castelo, o Château de Breuil, cuja parte mais antiga é do século XV, mas que foi completamente transformado no século XVIII, com as simetrias, os telhados e as aberturas obedecendo ao classicismo da época. O castelo já funcionava como hotel desde 1985, mas o novo projeto foi muito mais ambicioso. Respeitando a arquitetura e renovando as salas do térreo,  ele integrou a modernização total de todos os quartos, com especial atenção na claridade dos espaços, no tamanho dos banheiros, na harmonização das cores e na personalização dos móveis, alguns sendo pessoalmente escolhidos pela Alice nos antiquários da região.

Em família, com Alice et Jérôme Tourbier, no parque do Les Sources de Cheverny

Seguindo a estrada que caminha dentre dos 45 hectares do parque, o visitante tem a impressão de chegar em uma vila onde tudo é charme, beleza, e tranquilidade. Além do castelo principal, o projeto aproveitou todas as antigas dependências, casas de empregados ou prédios de serviço. Com várias construções novas inspiradas das Les Sources de Caudalie – a recepção, os bangalôs do “Hameau” e a emblemática torre da suite do “Baron perché” -, o conjunto lembra um vilarejo da região. A diversidade das construções e de ambientes vai ajudar, segundo o Jérôme, a responder aos pedidos de clientes diferenciados, com preços escalonados de 180 à 1200 euros por dia, para casais procurando luxo e bem estar, famílias atrás de cultura e tranquilidade ou jovens epicurianos.

Além de dois restaurantes, o pique nique é uma grande experiência gastronômica

Se o vinhedo ainda vai demorar para produzir um vinho à altura das exigências de Alice e Jérôme, o visitante vai encontrar nas novas Les Sources de Cheverny todas as experências de bem estar que fizeram a magia das Les Sources de Caudalie. Desde o Spa Caudalie com o seu tradicional banho no barril de carvalho, os passeios na floresta do parque, e até os dois restaurantes, um dos dois do tipo “Bip gourmant” e o outro gastronômico. O chef Jean Calmet, que passou pelas cozinhas do La Tour d’Argent em Paris, do Lancaster e do La Reserve, já está no local, percorrendo a região para achar os melhores produtos e as receitas combinando com o ambiente peculiar do Vale do Rio Loire e com o arte de viver da “doce França”.

Os quartos sempre personalizados nos móveis e nas cores

A menos de duas horas de Paris, perto dos mais procurados castelos do Vale de Loire (Chambord, Chaumont sur Loire , Blois, Amboise, e até Chenonceau), Les Sources de Cheverny pode ser tanto uma etapa de bem estar, para quem volta de Bordeaux ou da Auvergne para Paris, quanto um verdadeiro destino combinando cultura, arte de bem viver, gastronomia e enoturismo. Para o 1ero de Setembro, devido as restrições de viagens, as reservas chegam principalmente da França, mas Jérôme e Alice fazem questão de ressaltar que as clientelas internacionais, especialmente norte americanas mas também brasileiras, serão chaves para o sucesso desse  novo empreendimento. 

Jean Philippe Pérol

No Les Sources de Caudalie, o luxo agora é emoção

Nascida nos vinhedos de Bordeaux, a visão de um turismo enraizado nos “terroirs” levou Alice e Jérôme Tourbier a desenvolver não somente o primeiro hotel categoria Palace da região, mas um verdadeiro conceito inovador e respeitoso do ecossistema. Também presidente de   Small Luxury Hotels of the World , Jérôme respondeu a uma entrevista sobre os desafios do turismo de luxo e a evolução do seu grupo hoteleiro .

Alice e Jérôme Tourbier, donos do grupo Les Sources de Caudalie

Vendom.jobs – Qual é sua apreciação sobre a situação da hotelaria de luxo na França?

Jérôme Tourbier – Há trê anos, no meu livro Turismo em perigo, eu chamava atenção sobre a necessidade de considerar o turismo como uma indústria estratégica e de apostar na criação de valor. Quis dizer que a França devia virar um destino de alto padrão, com o melhor ratio “custo /emoção”. Sendo um destino caro, devemos ter uma oferta de qualidade que marca emocionalmente o nosso visitante . Toda a oferta não pode ser de luxo, mas a emoção deve sempre estar presente para seduzir o viajante. Há hoje na França muitos empreendimentos de grande qualidade. Olhando agora além do lucro imobiliário, os investidores estão cada vez mais dispostos a apoiar esse tipo de projeto.

A piscina coberta de Les Sources de Caudalie

V. J. – Quais seriam as condições imprescindíveis para um turismo combinando qualidade e rentabilidade?

J. T. – Na França, se confunde as vezes turismo de alto padrão com consumidores ricos. Claro que todos querem receber o máximo de viajantes com muitos recursos, mas queremos priorizar também aqueles que são interessados pelo nosso patrimônio cultural. Esse equilíbrio é fundamental para valorizar nossa oferta e para proteger nosso savoir-faire. Desta forma, é possível sim ter estabelecimentos de alto padrão, podendo ou não ser de luxo. Existem no pais inteiro por exemple restaurantes com chefs implicados na procura de qualidade, a melhor prova sendo as recomendações do Bib Gourmand do Guia Michelin. A importância dessa oferta de qualidade, não somente gastronômica, é única no mundo.

Com Alice Tourbier frente a Ile aux Oiseaux das Sources de Caudalie

V. J. – A alma do Sources de Caudalie é a integração num patrimônio e num terroir, que trazem autenticidade e sustentabilidade?

J. T. – Quando o Les Sources de Caudalie foi reconhecido como o primeiro “palace” dos vinhedos, o fato de estar completamente integrado no terroir da região foi exatamente considerado excepcional. A nossa inspiração vem diretamente do vinhedo aonde nos constatamos nos últimos vinte anos que existe um luxo autentico diferente do das grandes cidades. Estamos procurando ir sempre mais longe na procura desse luxo, investindo na beleza e nas emoções. Os hóspedes não procuram somente um alojamento, mas querem atividades compartilhadas em volta do enoturismo que funciona como uma vitrine para os vinicultores, os artesãos, os artistas e os produtores locais.

Les Sources de Caudalie, “La Tour de la Dégustation”

V. J. – Pela sua experiência, quais são os próximos passos a seguir?

J. T. – Vimos que o luxo agora é emoção. Fora das capitais, acho que devemos insistir na autenticidade, sem cair na caricatura para poder aproveitar nossa realidade e nossa história  mas também levar em consideração as novas clientelas. Temos que mostrar a coerência dos nossos destinos, mas encontrar um equilíbrio combinando as atividades culturais, a gastronomia, o artesanato, a qualidade e a diversidade dos produtos. Um outro fator de crescimento é o numérico. Os profissionais do turismo estão acostumados a falar das consequências negativas da Internet, mas não devemos esquecer que foi ume revolução que criou extraordinárias oportunidades para promover novos destinos até então pouco aproveitados. Foi talvez o caso de Bordeaux.

O restaurante L’Étoile, do hotel Les étangs de Corot

V. J. – Quais são os principais projetos para o futuro do seu grupo hoteleiro?

J. T. – Especialistas do enoturismo, queremos investir em projetos nas grandes regiões vitícolas da França, começando no ano que vem com o Vale do Loire. Estamos acabando a construção do Les Sources de Cheverny, renovando um antigo castelo bem como uma vinícola, reabilitando um patrimônio histórico em total harmonia com as exigências de conforto mais contemporâneas. Nesta região que atrai numerosos turistas, esse novo estabelecimento terá a ambição de ajudar os hóspedes a descobrir as qualidades dos vinhos da região bem como as riquezas culturais dos castelos do Loire. Depois do Les Sources de Cheverny, outros projetos estão sendo estudados na Alsácia, na Borgonha, na Champagne e na Provence.

A suite Rouge Merlot das Sources de Caudalie

Este artigo foi traduzido e resumido de uma entrevista original de Jérôme Tourbier na revista on line Vendôm.jobs

Luxo em Bordeaux

Brasil à Francesa

Destino que sempre recomendo, Bordeaux, na França, oferece cada vez mais opções luxuosas. Em 2014, bastantes novidades apareceram, tendo em comum a personalização extrema e a procura de uma experiência mista, fruto de uma combinação entre arte, gastronomia e estética. Seguem três opções diferentes, cada uma envolvendo uma interpretação pessoal do luxo pelos próprios donos, que desejam compartilhar com o cliente suas escolhas.

1. “Buco-chic” na Sources de Caudalie

DSCN8717 La grappe de la terre promise – Yvan Theimer

Um dos lugares mais bonitos da França para descansar e sobre o qual já escrevi, Les Sources de Caudalie, perto de Bordeaux, inaugurou 12 novas suítes construídas no estilo de cabanas “sur pilotis” – sobre palafitas – em referência aos vilarejos de pescadores de ostras do Cap Ferret, no litoral atlântico.

DSCN8718

As suítes seguem no estilo “buco-chic”, tão curtido pela dona Alice Tourbier e verdadeira assinatura da propriedade que abriu em 1999. As novas suítes…

Ver o post original 361 mais palavras

Les Sources de Caudalie, o charme e a inovação do enoturismo de Alice Tourbier!

rouge-sources-de-caudalie

– Alice, você é proprietária do “les Sources de Caudalie”, um hotel de luxo no coração dos vinhedos de Bordeaux, e, mais do que isso, um novo conceito de enoturismo inventado pela sua família. Photo AT Nov 12[1]Desde 1990, seus pais Florence e Daniel Cathiard revolucionaram o tradicional grand cru Smith Haut Lafitte, sua irmã desenvolveu uma nova linha de produtos de beleza baseados no “paradoxo francês” da vinoterapia. E você e seu marido inventaram esse hospedagem luxuoso e aconchegante que combina tão bem com a fascinação e o bem estar do vinho. Você vai participar esse ano pela primeira vez a um grande Salão de turismo no Brasil. Jà está recebendo muitos brasileiros no Les Sources de Caudalie?

– O hotel recebe hoje uma maioria de clientes franceses, mais de 60% . Os brasileiros já estão em torno de 6%.AMIGOS VINHO São clientes que vieram especificamente para descobrir a região de Bordeaux, que são muito entusiastas, e que eu e todos meus funcionários adoramos receber. Eles são “bons vivants”, amadores de produtos e serviços de qualidade, sempre atentos a novidades. E são fãs do conceito de arte de viver no coração dos vinhedos que inventamos no Les Sources de Caudalie. Acho também que eles são muito sensíveis a historia da nossa família, tanto no Chateau Smith Haut Lafitte que no empreendimento hoteleiro.

– Gastronomia, vinhedos, SPA, quais são as opções favoritas dos seus hospedes brasileiros?

Muitos dos brasileiros que recebemos são apaixonados pelos vinhos. Eles têm o calor dos latinos, gostam tanto do tinto com notas defumadas que do branco com notas de especiarias que combinam muito bem com o culinário nacional. São viagens de casais ou de famílias. caro Muitas mulheres já conhecem os cremes e produtos de beleza da Caudalie, e querem aproveitar os tratamentos da Vinotherapie do Spa. Os homens vão atrás dos grandes vinhos de Bordeaux, visitando as adegas e comparando as ultimas safras. Mas o mais comum é de ver os casais escolherem de irem juntos aproveitar as massagens, bem como de irem juntos fazer as degustações ou os passeios  nos vinhedos.

– Quais conselhos ou boas dicas você pode dar para os visitantes brasileiros?

Pegar um carro com motorista e visitar os vinhedos de Bordeaux. Les Sources de Caudalies ficam na encruzilhada dos vinhos ícones que devem ser visitados. Os concierges do hotel poderão organizar um wine tour personalizado, incluindo nos mais famosos castelos. Tem que visitar os vinhedos de Pessac Leognan que ficam bem perto, tem a região de Sauternes com seu famosíssimo Château d’Yquem a menos de 20 minutos. IMG-20120609-00273No oeste, na margem direita da Garonne, ficam  St Emilion e Pomerol, no Norte o Médoc, os três a menos de 40 minutos. Com um motorista, fica tudo mais simples, não precisa ficar preocupado com o bafômetro, e é mais fácil ter certeza de chegar no horário. Isso é muito importante porque as visitas tem hora marcada, geralmente com o próprio dono que estará mais a fim de abrir suas melhores garrafas se não ficar esperando.

hotel-chartreuse-thil8

– Quais são as novidades que vai anunciar aos agentes brasileiros durante o Salão?

Acabamos de abrir 12 novas suítes no Les Sources de Caudalies, assim como uma maravilhosa piscina coberta acessível a todos os clientes do hotel. Mas a novidade que os brasileiros vão adorar mesmo é o bar de vinhos ROUGE, espaço de liberdade para todos os “gourmets”. Poderão experimentar ou comprar  as riquezas do terroir do Sudoeste da França, foie gras e tradicionais produtos artesanais, confits e presuntos, com uma ampla seleção de vinhos de Bordeaux na taça a qualquer hora do dia. hotel-chartreuse-thil12Outra noticia em São Paulo vai ser a comercialização da Chartreuse du Château le Thil, um lindo castelo do século XVIII que acabamos de renovar. Os seus 9 quartos e 2 suítes podem ser alugados normalmente mas  podem também ser completamente privatizado para realizar  eventos especiais, casamentos, festas, seminários ou incentivos .

– O seu grupo hoteleiro tem novos projetos na França mas também no exterior. Já pensaram na América Latina e no Brasil?

Hoje estamos trabalhando na França em dois outros projetos. corotUm hotel restaurante spa,  Les étangs de Corot, que abrimos perto de Paris na cidade de  Ville-d’Avray. É um novo « les Sources de Caudalie » que deve abrir na Champagne em 2016. Temos também alguns Spa Caudalie em parceria no exterior. Estou pessoalmente trabalhando com a família Vik no Chile para a abertura dum pequeno Spa. Mas gostaria muito ter um projeto muito mais ambicioso no Brasil!

Alice Tourbier entrevistada por Jean-Philippe Pérol

 

Alice Tourbier-Cathiard é fundadora e proprietária do Les Sources de Caudalie***** e do Les Etangs de Corot****. Ela se criou nos vinhedos do Château Smith Haut Lafitte, um “Grand cru” de Bordeaux que seus pais, Florence e Daniel Cathiard, adquiriram em 1990. Enquanto sua irmã maior desenvolveu a marca de cosméticos cujo produtos são distribuídos em mais de 20 países, incluindo o Brasil, Alice e seu marido Jérôme fundaram o hotel de luxo Les Sources de Caudalie.

F. Vasseur MF CAUDALIE-06094-2[2]Alice e Jérôme Tourbier são ambos diplomados da Bordeaux Business School, e têm uma historia familiar marcada pela hospitalidade. Alice vem de uma família de empreendedores. A sua avó, dona de varias lojas, sempre lhe ensinou que um bom atendimento e um sorriso faziam toda a diferencia. Depois de se formar, Alice passou dois anos nos Estados Unidos trabalhando no setor de vendas dos cosméticos Caudalie . Como cliente, ela aprendeu muito sobre os hotéis e viu o quanto a sua avó estava certa!  

Em 2008, o casal abriu um segundo hotel perto de Versailles, o Les Etangs de Corot. Eles estão agora procurando novos projetos na França e no exterior, sempre com os padrões de bem estar, de generosidade, de autenticidade, de qualidade e de emoções que caracterizam os seus empreendimentos.

CAUDALIES GERAL