MSC agitando a bandeira da França

O Presidente Macron nos estaleiros da STX em Saint Nazaire

Se os cruzeiros são cada vez mais populares na França,  MSC virou há algumas semanas noticia nos principais jornais do pais. No dia 31 de Maio, o  Presidente Macron foi pessoalmente em Saint Nazaire assistir a entrega pelos estaleiros STX do  “MSC Meraviglia” para a  companhia de cruzeiros italo-suíça. Com 315 metros de comprimentos, 65 de altura, o navio gigante pode hospedar 5700 passageiros com excepcionais condições de conforto, sendo o maior e o mais avançado já construído na França e na Europa. Para o Presidente francês, a construção foi uma proeza técnica e humana da industria nacional, um sucesso que será confirmado pela entrega em 2019 do navio irmão “MSC Bellissima” e com a encomenda da MSC de quatro outros navios somando mais de 4,5 bilhões de Euros.

O Meraviglia saiu de Saint Nazaire com mais de 2000 convidados, engenheiros, técnicos, políticos, jornalistas e agentes de viagens. Em Le Havre, o porto da Normandia que festeja esse ano os seus 500 anos, foi a vez do primeiro ministro francês, Edouard Philippe, de receber o navio para a inauguração oficial. A festa foi a altura das ambições dos parceiros da industria dos cruzeiros na França: discursos, shows de musica, fita com garrafa de champanha cortada pela atriz italiana Sophia Loren, desfile das tripulações, fogos de artificio, espetáculo do Cirque do Soleil, e um jantar de gala preparado pela famosíssima chef estrelada  Hélène Darroze. O Presidente da MSC aproveitou para lembrar as metas da sua empresa: onze novos navios nos próximos dez anos, e 3 milhões de novos passageiros -passando de 1,8 milhão hoje a 4,8 milhões em 2026.

A loja de chocolates do Jean Philippe Maury no MSC Mareviglia

Se o MSC Mareviglia tem casino, teatro, piscinas, simulador de Formula 1 ou de Star Wars, spa, e até geolocalização para crianças, a “French touch” não foi esquecida na gastronomia, nas adegas de vinho, no salão de beleza do cabeleireiro Jean Louis David ou na loja de chocolate do chef Jean-Philippe Maury. O toque francês – e o posicionamento em Le Havre, perto de Paris- é uma escolha estratégica da MSC para aumentar os cruzeiros com destino a Alemanha, Escandinávia, Escócia, Inglaterra ou Irlanda. E com mais de 50 saídas previstas de Marselha  já em 2017, a ambição é de desenvolver o mercado francês que ainda não passa de 600.000 cruzeiristas (menos que o Brasil no auge das temporadas de 2010/2011), enquanto a Alemanha já passou de 2.000.000.

Air France e MSC numa cooperação estratégica

A aproximação da MSC com a França se concretizou também com um acordo de cooperação global entre Air France e a empresa italo-suíça, incluindo vôos especiais para os portos de saídas dos cruzeiros, tarifas “Air Sea”, pacotes com serviços exclusivos, e maior flexibilidade nas ofertas. Trabalhando em comum desde 2014, especialmente na comercialização de voos charters para Santo Domingo e Cuba, as duas empresas esperam que esse novo acordo, assinado no ultimo dia 6 de Junho com um prazo de três anos, leva 250.000 cruzeiristas para voar com Air France, KLM ou Hop, um numero que deverá crescer de 60% até o final da década. Mais razões para MSC agitar com muita força a bandeira da França.

No Brasil, um voo especial da GOL leva os cruzeiristas da MSC para a ilha francesa da Martinica

Esse artigo foi inspirado de um artigo de Serge Fabre na revista profissional online La Quotidienne. 

A cerimônia inaugural do Meraviglia no porto do Le Havre

2 pensamentos sobre “MSC agitando a bandeira da França

Deixar comentario

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s