Para os influenciadores, a hora do “Small is beautiful”?

Parmentier convencendo o Rei Luis XVI de ajudar na promoção da batata

Desde que no século XVIII o agrônomo Parmentier convenceu o Rei Luis XVI a incentivar os franceses a aceitar de comer batatas,  contratar personalidades para promover seus produtos ou serviços é uma ferramenta bem conhecida dos marqueteiros. Muitos artistas ou famosos têm há muito tempo tarifas para aparecer em eventos ou campanhas de publicidades. Com a mundialização das midias sociais, as celebridades perderam a exclusividade e apareceram os influenciadores com um impressionante poder de comunicação seguidos por milhares – ou até de milhões- de fãs ou followers. Numa pesquisa realizada nos Estados Unidos pela CPC Strategy, só 20% dos internautas acham que um influenciador deve ser alguém conhecido. A prioridade sendo a qualidade dos conteúdos e a confiança nas comunidades criados por eles.

Instagram, segunda midia dos influenciadores, mas com o maior crescimento

Ainda segundo CPC Strategy,  os consumidores procuram novos produtos influenciados em primeiro lugar (70 %) pelos seus “amigos” das mídias sociais,  mas em segundo lugar (22%) pelos influenciadores que eles seguem, seja mega influenciadores (com mais de um milhão de seguidores), macro influenciadores (de cem mil a um milhão) ou micro influenciadores. E pelo ponto de visto dos profissionais, cada vez mais preocupados com a rentabilidade dos seus investimentos, os mais interessantes são agora os micro influenciadores. A Influencer Marketing Hub verificou junto a investidores que a rentabilidade deles é 30% superiora à dos macros, e essa superiora de 20% a dos megas. Menores as comunidades, mas eficientes em termos de retorno, essa nova tendência está impactando as escolhas dos influenciadores, e poderá ser reforçada últimas decisões da Instagram.

O profissionalismo e a transparência, resposta dos influenciadores a guerra da Instagram

O micro influenciador é por natureza difícil de escolher. Para encontrar aquele(a) que vai perfeitamente combinar com o marketing da empresa, os especialistas aconselham primeiro de medir três elementos: o número de seguidores, a ligação com a marca promovida, e a proatividade dos seus posts. Mas é também importante de completar estes critérios com varias boas praticas. Com total transparência, a empresa deve ser informada das publicações e ter acesso a todas as estatísticas nas mídias sociais ou na Google Analytics. Para certificar o “match” do público-alvo e da comunidade do influenciador, pode utilizar ferramentas como a HypeAuditor que pode realizar uma auditoria rápida da qualidade e dos perfil dos seguidores. Esse perfil ajudara também a confirmar a mídia escolhida (por exemplo Instagram para os menos de 34anos, Facebook para mais de 35).

Source : Trill Travel

Para medir os resultados dos influenciadores, é importante escolher quais são os objetivos marketing da campanha. Uma marca buscando notoriedade medirá as visualizações, o trafego, ou o envolvimento, enquanto uma outra querendo faturamento seguirá as vendas. Esse ultimo indicador sendo cada vez mais utilizado, o aplicativo Trill Travel  abra a opção de clicar diretamente numa foto da Instagram para fazer uma reserva identificando a origem da venda. Códigos promocionais podem ser personalizados com palavras chaves características ou até o nome de um blog. Mas se esses controles são necessários para poder medir os retornos sobre os investimentos, é muito importante que eles não atrapalham a liberdade e a criatividade. Enquanto tanto a Facebook que a Instagram parecem querer limitar o poder do influenciador, a sua  força continua sendo sempre o seu estilo e sua personalidade que consolidaram a sua comunidade!

Esse artigo foi traduzido e adaptado de um artigo original de Fanny Beaulieu Cormier na revista profissional on-line Reseau de veille en tourisme, Chaire de tourisme Transat 

Um, dois, três… restaurantes em Paris que gostei

Brasil à Francesa

Mesmo se parece déjà vu, ainda insisto para dizer que entre os destinos gastronômicos, Paris fica  incomparável. A cidade luz propõe opções para todos os paladares e bolsos.

Durante minha ultima estadia lá, tive a oportunidade de provar alguns com estilos totalmente diferentes.

O primeiro, com uma localização incrível é um must no verão. O segundo, intimista, oferece um momento de simpatia muito agradável. O terceiro, bistrô moderno, transforme qualquer almoço de negócios em um momento delicioso.

MonsieurBleuO badalado Monsieur Bleu fica na beira do Rio Seine, no Palais de Tokyo, e oferece uma vista imperdível sobre a Torre Eiffel. A cozinha proposta é moderna e leve, e oferece bastante peixes e legumes, tudo gostoso e saboroso. É melhor reservar pois o lugar, frequentado pelos glamourosos da capital, é muito corrido.

Endereço: 20 Avenue de New York, 75116 Paris.

Longe do barulho da “nightlife” parisiense, LePetitVatel3
Le Petit Vatel, localizado no bairro Saint-Germain…

Ver o post original 212 mais palavras

O francês Allard idealiza deslumbrante exposição de arte em São Paulo

Brasil à Francesa

DSCN8531O empreendedor francês Alexandre Allard, responsável pela reforma do palácio Royal Monceau em Paris, e que se dedica a projetos misturando imobiliário e cultura, criou emoção em São Paulo desde a inauguração recente da Exposição de arte contemporâneo “Made by… Feito por Brasileiros” que está acontecendo no antigo Hospital Matarazzo. O lugar que faz parte da historia da metrópole – na maternidade do hospital nasceram 500.000 Paulistanos – é palco de uma “invasão criativa” com instalações temporárias montadas especialmente para o espaço de 27.000 metros quadrados.

DSCN8527 Instalação do Arne Quinze

Não menos que 111 artistas brasileiros e de vários outros países participam da mostra de arte contemporâneo que vai ficar até 12 de outubro. A mais espetacular, do artista Arne Quinze, surpreende o visitante já na chegada!

DSCN8565

DSCN8561

DSCN8562

DSCN8551

DSCN8552

Fiquei apaixonada por essas instalações do Studio Drift: poesia, delicadeza e técnica.

Studio Drift Studio Drift

DSCN8542 Studio Drift

DSCN8537 Studio Drift

DSCN8534 Tunga

DSCN8535 Detalhe da instalação…

Ver o post original 255 mais palavras

Paris de bicicleta, isso muda tudo!

Brasil à Francesa

IMG_9490Assim como muitos Brasileiros, resolvi fugir da Copa. Na verdade foi puro acaso mas finalmente, estou achando uma boa decisão porque de qualquer maneira, não da para trabalhar agora no Brasil! 😉

Igual ao ano passado, vamos ficar uma semana em Paris e depois descer no Sul da França. Ahhh Paris no verão, uma delicia!

Pela primeira vez consegui visitar Paris de bicicleta. Sempre andei de bicicleta. Só em São Paulo que não resolvi ainda “pedalar”!  Primeiro dia, segui minha amiga, Medina, que foi minha guia nos bairros quentes de shopping… Rue du Four, Bairro Saint Sulpice, Saint-Germain. Ainda bem que tivemos o pequeno carrinho atrás da bicicleta para aguentar as sacolas.

O dia seguinte, usamos o Velib’. Não foi fácil. Tentamos três vezes! Muitas bicicletas estão estragadas. Então, seguem minhas dicas para usar o Velib’ “à la parisienne”:

  1. Verifique a bicicleta antes de alugar, se ela não esta estragada…

Ver o post original 110 mais palavras