Turismo cubano: a corrida dos americanos já começou!

Autentica Cuba

Com mais de 3 milhões de turistas e 14% de crescimento em 2014, o embalo do turismo para Cuba se verifica em todos os mercados:  26% na Inglaterra, 25% na França, 22% na Alemanha, 16% na Espanha e no Brasil.TOUR EM CUBA Mas no mercado americano, a  Revolução do turismo Caribenho, anunciada desde o inicio das negociações entre os Estados Unidos e Cuba, está avançando ainda mais rápido que se esperava. Se a reabertura das embaixadas dos dois países ainda não se concretizou, Cuba já está vivendo um espetacular crescimento das entradas de americanos desde as primeiras facilitações de viagens anunciadas pelo Presidente Obama. Obama CubaSegundo as estatísticas da Universidade de Havana, foram 36%  de entradas a mais de Janeiro a Abril comparando com o mesmo período de 2014. Mesmo sem contar os cubanos-americanos, foram assim mas de 50.000 americanos que jà entraram em Cuba esse ano, sendo 80% em vôos diretos e 20% ainda passando por outros países, principalmente México, Bahamas ou Jamaica.

CUBA

A nova politica da Casa Branca, facilitando as viagens para a ilha não somente dos americanos de origem cubana mas também de doze categorias de viajantes, autorizando os vôos diretos desde o mês de Março, é sem dúvidas responsável desses resultados. BAJA FERRIESEles vão ainda melhorar nos próximos meses com a aprovação na semana passada de serviços de ferries entre a Florida e Cuba. Pela primeira vez nos últimos 50 anos, o governo americano autorizou uma companhia de navigação, a Baja Ferries, a operar  entre Miami e Havana. O vice Presidente da empresa, Joseph Hinson, declarou que os ferries devem levar 10 horas para percorrer as 200 milhas,  saindo de Miami a noite para chegar em Cuba de madrugada. Confirmou que os serviços deveriam começar em setembro ou outubro desse ano, com preços de ida e volta em torno de $250 a $300. Havana FerryA Baja Ferries planejou três a quatro viagens por semana para um total de 2000 a 3000 passageiros. A Havana Ferry Partners de Fort Lauderdale, também anunciou ter conseguido a autorização. O projeto apresentado no seu site seria de utilizar barcos de alta velocidade podendo levar 300 passageiros. Duas outras companhias, United Caribbean Lines Florida of Greater Orlando, e  Airline Brokers Co. of Miami and Fort Lauderdale, também anunciaram ter conseguido a autorização.

CUBA E ESTADOS UNIDOS NUM TAXI DE HAVANA

Com mais de um milhão de lugares por ano, os serviços de ferries vão aproximar mais ainda a Flórida e Havana, reaproximando mais ainda Cuba do seu lugar passado de destino turístico favorito dos americanos. Os preços baixos, bem como a possibilidade de levar muito mais malas, devem ampliar as quantidades de televisões, computadores, pneus, roupas ou remédios que os cubanos americanos levarão para seus familiares. Muito consciente do impacto  do turismo, não somente sobre o desenvolvimento econômico mas também sobre o progresso politico e social, o Presidente Obama deve estar esperando grandes consequências desse estratégia de abertura começando pelas viagens. ARTISTAS CUBANOSPara o turismo cubano, o desafio será não somente de mostrar sua capacidade a receber esse fluxo de milhões de novos turistas, más também de não perder a sua autenticidade …

Esse artigo foi traduzido e adaptado de um artigo original de Patrick Clarke no Travelpulse do 27 de Maio 2015.

Deixar comentario

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s