Festival de Cannes, que seria se o turismo premiasse os melhores do ano?

 

Abertura do Festival 2015

Sob a polêmica presidência dos irmãos Coen, o júri do 68º Festival de Cannes vai mais uma vez premiar com a “Palme d’Or” um dos 19 candidatos selecionados nos mais artísticos dos critérios. Com o impressionante impacto de certos filmes nos últimos anos – so na Franca foram por exemplo o Da Vinci Code ou o Bom Ano -, o Festival poderá talvez um dia premiar os filmes ou os seriados que levaram o maior numero de turistas para os lugares de filmagem.

Se fosse, o favorito para 2015 seria Game of Thrones que está seduzindo os aficionados desde o primeiro capitulo.GAME OF THRONES O mundo de “Winter is coming” é imaginário, mas as imagens foram filmadas em toda Europa, da Irlanda a Malta, da Croácia a Espanha e até Islândia ou Marrocos. O turismo desses cinco países está tirando um impressionante proveito. A Irlanda do Norte realizou uma campanha de promoção muito bem sucedida, apoiada em roteiros mostrando os principais lugares dos cenários. A Croácia teve um aumento de 8 a 16% das reservas de hotéis para Dubrovnic – o Port Real do seriado. E na Ilha de Malta, onde foram filmados vários episódios da primeira estação, as reservas de avião aumentaram 26%.

Dois outros seriados seriam também nominees. 8055574402_0b3e52673f_oNegociado de antemão com os realizadores, a promoção turística do Yorkshire e do West Berkshire foi desde o primeiro episódio integrada a filmagem de Downtown Abbey. Com o apoio duma campanha do turismo britânico, a historia da família Crawley já dobrou o numero de visitantes para Highclere Castle, o castelo do século XVII escolhido como cenário, e foram registrados 105.900 pernoites e 13 milhões de libras de receitas turísticas suplementares na região. Menos famoso, mas muito na moda, o seriado americano Breaking Bad levantou o turismo de Albuquerque (Texas) onde ficam a casa dos White e o restaurante “Los Pollos Hermanos”, com vários itinerários na região publicados em sites como Lonely Planet ou RoadTrippers.

Mesmo menos recentes, duas séries de filmes poderiam também levar a “Palme d’Or” do turismo esse ano. 20 anos depois do primeiro Harry Potter, o fluxo de turistas para os principais lugares das filmagens – a Catedral de Durham na Inglaterra e a região de Glencoe na Escocia – não para.Harry_Potter_Leavesden_entrance Inaugurado em 2012 em Londres, o Warner Bros Studio Tour permanece um sucesso, mostrando o Elfe Dobby ou as vassouras de bruxa de Quidditch. Pelo impacto geral sobre o turismo no país, os filmes da trilogia do Senhor dos Aneís poderiam ser os premiados. Terra do realizador Peter Jackson, a Nova Zelândia teve seus extraordinárias paisagens divulgadas no mundo inteiro pela trilogia cinematográfica adaptada dos livros de Tolkien. Bemvindo em HobbitonNumerosos roteiros são oferecidos no pais inteiro, e na Ilha do Norte, perto de Matamata, a aldeia dos Hobbits virou um parque temático. O sucesso turístico da Nova Zelândia, que recebeu 3 milhões 200 mil visitantes em 2014, quase 70% a mais desde a saída do primeiro filme da série, se deve muito ao Frodo Bolseiro e a seus companheiros.

Sem chances para esse ano, a França poderá talvez concorrer para a “Palme d’Or” do Festival virtual de 2016 com a novela Babilônia. As lindas imagens da Gloria Pires na Ponte Alexandre III ou o romântico jantar no badaladíssimo restaurante La Tour D’Argent jà estão sem duvidas impactando o turismo brasileiro para Paris.

Jean-Philippe Pérol

A Ponte Alexandre III na novela Babilonia

A cidade luz na liderança do turismo mundial com 47 milhões de visitantes!

20128125

Com certeza não é por acaso que a próxima novela da Globo, Babilônia, vai começar mostrando o Jardim de Luxemburgo, o Museu Rodin, a Place des Vosges, a ponte Alexandre III e a catedral de Notre-Dame. A Gloria Pires merecia mesmo um papel de “femme fatale” na cidade mais visitada do mundo. E, de fato, o diretor do turismo da região de Paris, François Navarro, acabou de anunciar que o “Grande Paris” recebeu nos últimos doze meses 47 milhões de turistas franceses e internacionais, consolidando a posição da cidade luz como primeiro destino turístico mundial, muito na frente dos seus concorrentes e especialmente de Londres.

pontalexandre3

Apoiado numa ampla observação feita nos aeroportos, nas estações de trem e nas autopistas, a pesquisa mostrou também que esses visitantes gastaram mais de 22 bilhões de Euros em hospedagem, alimentação, transporte, shopping e lazer. O turismo foi mais uma vez confirmado como o primeiro setor econômico da região.

Dos 47 milhões de visitantes, 58% são franceses e 42% internacionais, com uma media de quatro noites na região. IMG_2411Os ingleses e os americanos ainda são os turistas mais numerosos, mas depois dos outros principais europeus, o Brasil briga com a Austrália, o Japão e mais ainda com a China nos Top 10 dos países com o maior consumo em Paris. Se os chineses gastam no global um pouquinho mais ( 633 milhões de euros versus 571), os brasileiros ainda são os turistas com o maior gasto por pessoa na capital francesa.

Para os profissionais parisienses, o resultado mais interessante dessa pesquisa foi de saber que 93% dos turistas ficaram satisfeitos com as suas estadias e que 64% já pensavam em voltar. Gare_du_Nord_0005Se muitos esforços ainda devem ser feitos em alguns setores – especialmente nos aeroportos e nas estações de trem-, esses números mostram que os turistas já validaram as melhorias no atendimento nos hotéis, nos restaurantes ou nas lojas. E com mais novidades para vir nos acessos a Charles-de-Gaulle, no conforto da Gare du Nord, ou nos horários de abertura das lojas nos domingos, os parisienses podem ter certeza que a Gloria Pires vai voltar visitar-los em breve.

Jean-Philippe Pérol

phovoir_1