As megatendências e as inovações no turismo

Bem estar, respeito da natureza, umas da megatendência do turismo mundial

Se as viagens internacionais dependem a curto prazo do cambio das moedas e do otimismo dos consumidores, os fatores que impactarão o turismo nos próximos dez ou quinze anos são menos conhecidos.  Euromonitor internacional, empresa especializada em estudos estratégicos,  publicou agora uma pesquisa sobre essas megatendências que vão definir o mapa mundial das industrias turísticas durante os próximos anos. Essas megatendências são modificações fundamentais dos comportamentos ou das atitudes que são observados em todos os mercados e atingem todos os setores. Não são fenômenos conjunturais, mas mudanças que podem demorar anos para se concretizar. Todos os atores econômicos devem integrar-los nas suas estratégias, seja de inovação de produtos ou serviços, seja de busca de novos clientes, seja na definição de futuras ações de marketing.

Euromonitor tentou definir as megatendências até 2030

Euromonitor definiu as cinco principais fontes dessas  megatendências. As evoluções econômicas levarão os países emergentes – inclusive o Brasil- a representar seis das dez maiores economias mundiais, e dos potenciais de viajantes, em 2030. As  mudanças demográficas –  urbanização, migrações, queda da natalidade e crescimento da terceira idade – impactarão as modas de viver e de consumir. Do lado das tecnologias, os desenvolvimentos dos celulares e a explosão da inteligência artificial terão consequências arrasadoras nos modos de viver, consumir e trabalhar. Com a pressão crescente sobre o meio ambiente, os consumidores querem interagir, diminuindo seus consumos de energia, suas pegadas de CO2, e procurando novas formas de consumo. Enfim as crenças e os valores estão mudando, redefinindo prioridades, percepções, atitudes e motivações.

8_megatendances_tourisme

As oito megatendências impactando o turismo

Source : Euromonitor International

Considerando esses fatores de mudanças, Euromonitor levantou vinte megatendências , sendo oito com um forte impacto sobre o turismo internacional.

  1. Mais experiências: mesmo procurando produtos ou serviços, os consumidores precisam de experiências interativas e multisensoriais. As empresas devem responder a essas procuras de emoção que viram lembranças compartilhadas e relações mais estreitas com os clientes.
  2. Upgrade dos serviços. Os consumidores querem níveis de serviços mais elevados e mais personalizados. Hoje, qualquer estratégia empresarial deve incluir uma melhoria na qualidade (até o luxo com um justo preço), na autenticidade e na procura de relação emocional duradoura.
  3. Evolução do mapa-mundi. Se certos mercados tradicionais na Europa ou na América do Norte estão se fechando, ou se restringindo a alguns segmentos jovens, outras regiões da Ásia, da América latina ou da África oferecem novas oportunidades que os avanços tecnologias ajudam a explorar.
  4. Consumidores conectados. Computadores, celulares,  leitores multimídias ou livros numéricos oferecem ao consumidores inúmeras ocasiões de descobrir novos conteúdos, de interagir com eles ou de comparar los.
  5. Hábitos éticos . Os consumidores bem como as empresas estão dando cada vez mais importância aos valores morais e a ética. Uma compra ou uma reserva pode ser comprometida se o bem ou o serviço não fica atento ao meio ambiente, ao bem estar animal, a valorização dos funcionários e dos moradores, ou a moral das relações comerciais.
  6. Jeito de viver mais sadio. O bem estar hoje virou mais global, sendo físico, moral e espiritual. Ele define um jeito de viver   e  caracteriza atitudes frente a saúde, a alimentação, a beleza, as atividades físicas ou as evoluções pessoais.
  7. Mudanças na classe media. Em forte expansão na Ásia e na América latina, a classe media está recuando nos países mais desenvolvidos. Assim mesmo, esses consumidores não são atraídos somente pelos preços, mas também pela qualidade, a praticidade ou a autenticidade.
  8. Shopping reinventado. As mudanças sociológicas e as inovações tecnológicas estão mudando os hábitos de compra. O consumidor de hoje não é mais fiel a um único modo de comprar. Os comerciantes e os distribuidores devem ser presentes em vários canais com diferentes níveis de valor agregado antes, durante e depois da compra.

Essas oito megatendências vão não somente mudar os comportamentos dos viajantes, mas também obrigar os profissionais do turismo a inventar os novos produtos e serviços que são anunciados e esperados.

Esse artigo foi traduzido e adaptado de um artigo original de Chantal Neault na revista profissional on-line Reseau de veille en tourisme, Chaire de tourisme Transat 

Deixar comentario

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s